O Brasil na privada: Bolsonaro em ação e o verbo do dia: „cagar“ – Uso, conjugação e expressões relacionadas em português e alemão

Hinterlasse einen Kommentar Standard

Parece que a política brasileira entrou de vez por privada abaixo, graças a elite e seus cultos apoiadores. O verbo do dia nos trends do Twitter: cagar. Veja seu uso, conjugação e expressões relacionadas em português e alemão. Estas últimas, mais para o final do artigo, juntamente como nossas dicas de leitura sobre o tema.

Jairzinho, aquele que vive querendo posar de Jairzão quando é contrariado, deu mais um de seus showzinhos. Desta vez, o nível de deselegância alcançou níveis baixíssimos. Será para combinar com sua aceitação pela população atualmente.

Os delírios do Nero tupiniquim e de seus seguidores mais fanáticos estão gerando uma tremenda discussão no Twitter de hoje e, por incrível que pareça, os termos usados são os mais asquerosos possíveis. É uma catinga só, como se diz lá no nordeste.

O Presidente, para variar, dando o mau exemplo:

Screenshot: „Caguei! Caguei pra CPI! Não vou responder nada!“, diz Bolsonaro em sua live de 08.07.2021

Analisando gramaticamente, o presidente usou o verbo „cagar“ no pretérito perfeito do indicativo.

=> cagar = eu caguei

Desta forma, realiza-se uma ação de duração curta num tempo passado e que foi finalizada totalmente.

Para quem está desatualizado sobre os fatos brasileiros ou para quem aprende Português, como língua estrangeira, vale a pena lembrar do significado do verbo acima usado. Ele está relacionado às fezes sim e ao fato de que o presidente brasileiro está sofrendo pressão política por causa de supostos casos de corrupção de seu governo na compra de vacinas contra a Covid 19. Por isso, uma Comissão de Inquérito Parlamentar (CPI) está tomando providências jurídicas que podem incriminá-lo e até provocar um futuro impeachment.

Bolsonaro seroa chamado para depor na CPI, podendo fazê-lo também por escrito, mas o presidente do Brasil prefere usar este tipo de vocabulário em sua live de quintas-feiras pela internet para dizer o quê? Que não responderá nenhuma pergunta da comissão.

Claro que Bolsonaro pratica este tipo de ação todos os dias. Sendo assim, a conjugação correta seria:

=> cagar = eu cago (presente simples do indicativo)

Segundo sua fiel escudeira, parlamentar, dita cristã e ultraconservadora Carla Zambelli, fidelidade é coisa séria. Ela jamais abandonará o presidente e, até nesta ação, Carlinha quer estar ao seu lado. Vamos mudar essa conjugação aí então:

„Cagamos pra você também.“, tuitou ela. Primeira pessoa do plural é mais solidário.

=> cagar = nós cagamos

A reação de Carla Zambelli foi uma resposta ao jornalista Reinaldo Azevedo. Este, por sua vez, preferiu rebatê-la com uma forma nominal do verbo do dia: o particípio!

=> cagar = video cagado

O excelente jornalista, conhecedor da língua portuguesa, sabe usar sufixos muito bem: Com verbos terminado em „-ar“ o certo é acoplar à raiz de CAG „-ado“ e não „-ido“. Portanto, o vídeo do presidente é „cagado“. Olha aí o particípio sendo usado na função de um adjetivo, no caso, masculino e no singular. No plural seria, por exemplo, „Jairzinho e Carlinha estão cagados.“!

Já que gostam de estar sempre juntos, os tuiteros de plantão mais bem humorados sugerem o lugar perfeito para o encontro dos dois:

Aos demais seguidores do presidente resta continuar acreditando em tudo que ele conta? Mas, até quando?

Bolsonaro Cagando Bolsonaro EBolsominions GIF - BolsonaroCagando BolsonaroEBolsominions CriandoBolsominions GIFs
Gif – Tenor.com

Nossa! Tem gosto para tudo mesmo.

Que Nojo What GIF - QueNojo What Disgusting GIFs

Continuemos com Sol. O tuiteiro escreve „De cagada ela entende…“. Ela é Carla Zambelli.

Dieses Bild hat ein leeres alt-Attribut; sein Dateiname ist screenshot-375.png.

De particípio o verbo virou agora substantivo: a cagada, usado para explicar quando uma pessoa só faz merda.

Segundo o dicionário online Priberam:

ca·ga·da

(feminino de cagado, particípio de cagar)
substantivo feminino

1. [Tabuísmo]   Ato de defecar. 2. [Tabuísmo]   Dejeção. 3. [Tabuísmo]   Sujeira, porcaria. 4. [Tabuísmo]  Coisa malfeita ou mal-acabada. 5. [Tabuísmo]  Boa sorte de que não se estava à espera; golpe de sorte.

OBSERVAÇÃO: ta·bu·ís·mo (tabu + -ismo) substantivo masculino [Linguística]  Palavra ou expressão considerada grosseira, obscena ou ofensiva. = PALAVRÃO

Os comentários vão realmente de engraçados a nojentos.

Bem, continuemos nossa análise gramatical:

=> cagar = ele caga (presente simples do indicativo, terceira pessoa do singular)

Da Carol muda-se um pouco o foco da ação do dia:

Olha aí o gerúndio sendo usado de forma correta, gente! A Carol sabe das coisas. Ela usou estar conjugado no tempo presente, conjugou o verbo auxiliar de acordo com o pronome pessoal reto adequado e lembrou que a ação está ocorrendo no momento em que se fala, isto é, a ação tem uma continuidade:

A gente tá cagando pro presidente

=> cagar = cagando (gerúndio)

Se o verbo fosse da segunda conjugação (os terminados em „er“), o gerúndio seria „endo“. Se fosse da terceira conjugação, seria „indo“. Por exemplo, =>comer (comendo) => partir (partindo).

E a nova campanha presidencial continua. Deus nos proteja!

Podemos continuar analizando todos os tempos e modos verbais usados no Twitter, se assim desejarmos. Eu vou parando por aqui. Pra mim chega!

Seguem aí algumas expressões aos estrangeiros interessados na língua portuguesa:

  • Quando tudo está péssimo os brasileiros dizem: „Tudo está uma merda!“ (em alemão, Alles ist Scheiße. ou Das ist alles Schleiße.)
  • Quando o dia está péssimo: „Dia de merda!“ (em alemão, Scheißtag!)
  • Quando o presidente é uma merda: „Presidente de merda!“ (em alemão: Scheißpräsidente!)
  • Quando uma pessoa não se importa nada com algo e está super nervosa diz então: „Caguei para + artigo + tema“. Este foi o caso da frase do Presidente da República do Brasil: „Eu cago/caguei para a CPI!“ (em alemão, Ich scheiße auf den Untersuchungsausschuss!)
  • „É muita merda mesmo!“ (Es ist wirklich viel Scheiße.)
  • „Merda“ vem do francês merde e soa até elegante. Em português, também dizemos „bosta“, que soa muito pior (em alemão, „Scheiße!“ é feio de dizer, „Mist!“, que é fezes de animais, soa mais „bonitinho“ na hora de explodir de raiva em público. Para as criancinhas dizemos „caca“ no Brasil; na Alemanha, é quase assim: Kake. Esta palavra vem de Kacken, que é uma maneira bem brutal e vulgar de se reverir ao momento de evacuar (den Darm entleeren). Lembra o nosso „cagar“, não é mesmo? Finalizamos com as „fezes“ (em alemão, Stuhlgang ou Fäkalien).

Pra mim chega agora! Quem quiser, que continue sua análise sintática diretamente nos Trends do Twitter de hoje. Vai aí a dica 😉

#CagueiPraCPI #CAGUEI #CagamosParaBolsonaro #bolsonarocagao #BolsonaroCagão

Quem precisar conjugar o verbo em todos os modos e tempos verbais, clique aqui (conjugacao.com.br)!

Quem quiser aprender mais alemão, pode digitar o termo em português num dicionário online e até ouvir a pronúncia. Vão aí duas dicas para isso:

  • Pauker.at (Dicionário Online para português, alemão, inglês, francês, italiano, e espanhol, entre outras línguas)
  • Pons.eu (Dicionário Online com português do Brasil, português europeu, alemão, inglês e espanhol)

Agora chega! Que vergonha! Chegamos ao fundo do poço mesmo.

Dicas de leitura

Em alemão – Auf Deutsch

Em Português – Auf Portugiesisch

Deixe-nos seu comentário!

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden /  Wechseln )

Google Foto

Du kommentierst mit Deinem Google-Konto. Abmelden /  Wechseln )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden /  Wechseln )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden /  Wechseln )

Verbinde mit %s