Alemão com vídeos: As frutas (Deutsch lernen mit Videos: die Früchte)

Deixe um comentário Padrão

Por: M. Fábia P. V. Willems

Você gosta de frutas? Elas são deliciosas, cheias de vitaminas e ainda podem deixar você ainda mais inteligente. Aproveite duas vezes: coma frutas e aprenda  o nome delas em alemão ao mesmo tempo. Como? Através de imagens, vídeos, áudios, músicas e jogos. Depois faremos um resuminho, usando técnicas de memorização e faremos alguns exercícios. Siga nossas dicas especiais e terá sucesso! Post imperdível também para professores que estão procurando dicas para lecionar alemão ou outra língua estrangeira.

Boa sorte e mão à obra!

daf_obstvorlage1a

 

APREDENDENDO ALEMÃO COM VÍDEOS

DEUTSCH LERNEN MIT VIDEOS

Dicas de aprendizagem – Passo a passo:

  1. Assista os vídeos sem pausas e tente pronunciar as palavras que escuta em voz alta (tenha paciência, se não conseguir repetir tudo perfeitamente da primeira vez!);
  2. Assista o vídeo novamente, fazendo pequenas pausas para conseguir entender a pronúncia;
  3. Assista o vídeo uma terceira vez, mas sem nenhuma pausa, repetindo cada palavra;
  4. Faça um pequeno resumo das palavras que aprendeu. Pode ser uma lista ou um mapa mental(Mind-Map). Sugiro este último, por ser mais visual e, com isso, mais fácil para memorizar.
  5. Tente fazer seu resumo usando também a técnica das cores. Escreva as palavras numa cor que lembre seu gênero e número, por exemplo, palavras femininas de rosa e masculinas de azul, neutras de verde e palavras que só existem no plural de roxo. Veja nosso exemplo:

mindmap_obst1Se você desenhar um pouco, não precisará escrever a tradução de cada palavra que aprender. Repita a palavra vezes enquanto a escreve e faz seu desenho. Isso lhe ajudará a memorizar a palavra nova para sempre!

6. Faça alguns exercícios para fixar o vocabulário aprendido. Tente, por exemplo, escrever algumas frases. Siga os modelos abaixo:

  • Ich esse gern(e) … , … und …  .                     (Eu gosto de comer… , … e … )
  • Ich esse … , … und … nicht so gern(e).        (Eu não gosto muito de … , … e … )
  • Ich mag kein(+delinação) … , … und …       (Eu não gosto de … , … e … )

Depois faça mais um resuminho. Veja o nosso abaixo:

mindmap_obst_sätze

7. Aprenda também cantando e dançando. Treine com seus amigos ou com seus alunos. Os vídeos 3, 4 e 5 nos mostram com aprender se divertindo. Uma aula super dinânica!

Vídeos na Aprendizagem

(Lernvideos)

Die Früchte – Obst lernen durch vorsprechen auf deutsch

(Nicht nur für Kinder!)

Vídeo 1 – As frutas (sem seus artigos)

Vídeo 2 – As frutas (com seus artigos)

Vídeo 3: Música “A Dança do prato de frutas” (Obsttellertanz) – Com texto

Vídeo 4: Música “A Dança do prato de frutas” (Obsttellertanz) – Sem trexto 1 + alunos

Vídeo 5: Música “A Dança do prato de frutas” (Obsttellertanz) – Sem trexto 2 + alunos

Übungen  (Exercícios Extras)

Faça alguns exercícios para fixar o vocabulário aprendido.

 

Complete a frase com o nome da fruta:

(Ergänzen Sie den Satz)

Obst - Leseuebung Wortschatzübung:

O  Jogo das frutas

Das Obstspiel

É só baixar e imprimir a imagem! Providencie alguns dados.

Posicione sua figura no “Start” (inícío/partida),  jogue um dado e pule as casas de acordo com o número que tirar. Depois diga o nome da fruta. Ser errar, retorne para a posição inicial. Aí é a vez de seu/sua colega. Quem chegar primeiro no “Ziel” (chegada), vence o jogo. Boa sorte!)

Seria legal dizer uma frase e o nome da fruta. Veja os exemplos dados acima em “Dicas”, ponto 6.

Ich esse gerne (+nome da fruta em alemão).

Ideenreise: Spielfelder für DAZ:

Outra ideia seria fazer primeiro uma preparação para o jogo.  Recortar o jogo em cartelinhas, colocando o nome das frutas no verso. Um pergunta ao outro e confirma a resposta, dizendo a palavra que lê em voz alta.

Como se chama esta fruta?

Wie heißt dieses Obst?

Imprima e recorte essas cartelinhas. Divida-as pelos grupos. Depois pergunta-se ao colega:

Was hast du heute zum essen mitgebracht?

(O que você trouxe para comer?)

E ele responde, naturalmente, em alemão:

Der Apfel da. (Esta maçã aqui.)

Aí é a vez do outro perguntar!

German Vocabulary - Fruits & vegetables | L E A R N G E R M A N:

BESUCHEN SIE UNS IM PINTEREST! KLICKEN SIE HIER!

Visite novo arquivo de exercícios no Pinterest, clicando aqui!

Anúncios

3 Técnicas Visuais eficientes para aprender Línguas: Papeizinhos Mágicos, Cores e Mapas Mentais

Comentários 2 Padrão

Por: M. Fábia P. V. Willems

 

Que tal descobrir uma maneira de aprender línguas mais rápido?

Neste artigo você poderá se informar sobre 3 técnicas de aprendizagem visuais que lhe ajudarão a memorizar o vocabulário novo em suas aulas de línguas estrangeiras:

  • a dos Papeizinhos Mágicos,
  • a das Cores e
  • a do Mapa Mental

Seguem também dicas para lhe ajudar em suas aulas, principalmente de Alemão. Todas as técnicas podem ser adaptadas para outras línguas e matérias.

Boa leitura e sucesso em tudo!

 

A técnica dos Papeizinhos Mágicos

prosit_lernmethode1

 

Certamente você já usou os papeizinhos adesivos para anotar algum recado. Certo? Pois saiba que eles podem ter 1001 utilidades. Use-os também:

  • Para relembrá-lo a fazer algo, fixando-o no espelho do banheiro, na porta ou na direção do carro,
  • Para marcar páginas com conteúdo importante no seu livro,
  • Para fazer anotações importantes no trabalho, sem precisar fazê-lo diretamente num documento,
  • Nas Oficinas de Redação,
  • Nas Oficinas de Contadores de Histórias,
  • Nas Aulas de Línguas Estrangeiras,
  • Nas Aulas de Artes,
  • Etc.

Como eles são pequenos e podem colocados em qualquer lugar, alguns estudantes gostam de preparar uma “colinha”  para “auxiliá-los” na hora de uma prova difícil. Mas é melhor não fazer isso. Certo?

 

Nos Estados Unidos e na Europa surgiu uma moda de decorar janelas de escritório com eles e até fazer verdadeiras obras de arte com os papeizinhos.

Comece você também a usar e abusar destes métodos de organização e memorização na escola, no trabalho e na sua vida em geral.

 

Os Papezinhos Mágicos na Aprendizagem de Línguas

Já pensou em usar aqueles papeizinhos coloridos de fazer anotações para aprender palavras de uma língua estrangeira?

Pois isso é possível e vamos mostrar como!

No Alemão, por exemplo, a maior dificuldade é conseguir memorizar os artigos dos substantivos. Depois fica aquela confusão de “der”, “die” ou “das”. Em Português temos só “o” para as palavras masculinas e “a” para as palavras femininas. Mas no alemão há o “das” para palavras neutras; “der” para as masculinas; “die” para as femininas”.

Se você aprendeu que “criança” é “Kind” (lê-se quind, com “d” mudo!), aprenda junto que é “a criança”, isto é, “das Kind”. Isso ajudará a formar frases gramaticalmente corretas no futuro, já que, nesta língua, há as chamadas “declinações” nos casos nominativo, acusativo, dativo egenitivo. Um “das” pode se transformar em um “dem” ou “des”, por exemplo. Isso dependerá da função sintática dos termos da oração dos quais pertencem (objeto indireto, complemento nominal, objeto direto etc.).

Tudo parece muito complicado?  Pois acredite que ficará ainda mais se você não aprender os nomes (substantivos) com seus “acompanhantes”: os artigos definidos.

Como fazer?

Vamos supor que você acabou de aprender que “homem” se chama “Mann” e “mulher” é “Frau”. Consultando um dicionário você descobre os artigos deles:

  • “o homem” é “der Mann” e
  • ” a mulher” é “die Frau”.

Agora você já aprendeu 3 palavras em alemão e se você não possui uma super memória, pegue uma foto ou faça um desenho onde tem 3 pessoas: um homem, uma mulher e uma criança. Escreva essas 3 palavras em alemão em 3 papeizinhos de cores diferentes e coloque-os na foto. Pindure sua folha numa parede. Normalmente o adesivo (no verso) não é lá muito bom e pode voar se você abrir uma janela, mas sabe que isso nem é tão ruim assim, porque você é obrigada(o) a recolocá-lo, repensando o gênero (masculino, feminino ou neutro) novamente. Na dúvida, busque seu novo amigo: o dicionário!

Usar os papeizinhos mágicos em combinação com a técnica das Cores é realmente fazer uma mágica. Você vai memorizar tudo muito mais rápido.

 

 

A técnica das Cores

A técnica das cores consiste em usar as cores para memorizar um determinado significado.

As cores falam, sabia?

Todo mundo sabe que:

  • o verde sinaliza “vá em frente”,
  •  o amarelo é “atenção”ou “Cuidado!” e
  • o vermelho significa “Páre!”, “perigo” ou “expluso”.

Agora descubra que pode definir os nomes das coisas (substantivos) em alemão em cores também. Sugiro neste caso:

  • o azul significa “palavra masculina”,
  • o rosa é “palavra feminina” e
  • o verde sinaliza “palavra neutra”.

Anote as 3 palavras que aprendeu na “Técnica dos Papeizinhos Mágicos” em papeizinhos com as cores que relembram seus artigos.

Versão econômica

Caso não queria gastar dinheiro comprando os papeizinhos adesivos, pegue uma folha branca, dobre-a várias vezes, recorte-a do tamanho que quiser e escreva as palavras que quer aprender com canetinhas coloridas. Repetindo:

  • “die Frau” você escreve em rosa,
  • “der Mann” vai em azul e
  • “das Kind” deve ser verde.

Use uma fita adesiva para fixar seus papeizinhos na foto. Coloque numa parede, num lugar onde você sempre olha. Sugiro na cozinha ou em frente ao vaso sanitário. Aproveite melhor o seu tempo assim 😉

daf_familie_dublin1a1

Fonte da foto: „Open Clip Art Library 2.0“

Para fixar ainda melhor, repita em voz alta ao visualizar a foto:

  • Mann (homem) e Vater (pai) estão escritos de azul. Significa que estas palavras são masculinas.
  • Familie (família), Frau (mulher) e Mutter (mãe) estão escritos de rosa. Esses substantivos então são femininos.
  • Kind (criança) e Mädchen (menina) estão em verde: palavras neutras

Uma dica legal

Quer aprender as frutas em alemão com a ajuda de um dicionário? Siga nosso exemplo:

daf_lernmethoden_papelz_farben1a

 

 

A técnica do Mapa Mental

O Mind-Map é um método de memorização e organização creativa muito eficiente que também pode ser associado a outros.

Foi desenvolvido nos anos 70 pelo pedagogo inglês Tony Buson.

É baseado em pesquisas neurológicas e procura ativar os dois hemisférios do nosso cérebro ao mesmo tempo, à medida que conecta-se as informações armazenadas no hemisfério esquerdo (responsável pelas informações de forma linear como a fala, a leitura e o cálculo) e o hemisfério direito (responsável pelas associações, emoções, imagens e música).

Um  Mind-Map pode ser usado, por exemplo, para fazer resumos, revisões, planejamentos, explanações diversas e apresentações (de temas diferenciados em aulas, seminários ou firmas, seja na apresentação de projetos produtos, problemas, métodos de trabalho ou aulas e seminários). Este método é usado no mundo dos negócios e em instituições de ensino (por professores e alunos).

No caso duma aula de alemão sobre o tema “Esssen & Trinken” (comer & beber). Podería-se fazer um resumão sobre as frutas, por exemplo, em forma de um Mind-Map (Mapa Mental). Encontramos um legal que poderia ser melhorado. Como? Com a técnica das cores! Podería-se colorir de azul, rosa e verde as frutas que aparecem no livro do curso de alemão ou as que você mais gosta e/ou detesta:

daf_mindmap_obst Obstgarten – fundus.woeste.org (clique aqui para visuação)

Quer saber mais sobre essa técnica? Continue lendo este artigo aqui.

 

Fontes e sites interessantes para pesquisa:

http://ajsc.pt/2013/03/concurso-historias-post-it/

http://shoppingbarra.com/wp-content/uploads/2012/11/Post-it.11-e1353628699331.jpg

http://www.designinterativo.etc.br/wp-content/uploads/2012/03/post-it.jpg

http://www.thedrum.com/uploads/news/old/20768/master.postit3.jpg

http://disb5npyjfxc3.cloudfront.net/uploads/gallery/1/1/photos/4-post-it.jpg

http://www.baumeister.de/uploads/RTEmagicC_Marilyn_Monroe_post_it.jpg.jpg

http://images.fastcompany.com/upload/post-it-animation-2.jpeg

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=545684898825233&set=a.262605500466509.62350.138369939556733&type=1&theater

https://linguacultura.files.wordpress.com/2013/10/31deb-ageis.jpg

http://thenerdswife.com/2010/04/post-it-note-tuesday.html

https://linguacultura.wordpress.com/2014/09/09/mind-map-1-contato-kontakt/

Mapas Mentais: Turbine sua Aprendizagem com esta técnica de memorização (Lernen mit Gedächniskarten – Learning with Mind-Maps)

Comentários 13 Padrão

Por M. Fábia P. V. Willems 


Sua memória anda falhando e você precisa estudar para uma prova importante ou tem que se lembrar de muitas informações no seu trabalho?  

Se está procurando dicas nesta difícil tarefa, chegou no lugar certo!

Neste artigo vamos lhe dar dicas para turbinar seu cérebro.

Vamos começar tentando entender melhor como nossa memória funciona e o que fazer para que ela melhore. Assim, você poderá

  • se destacar nos estudos,
  • fazer apresentações de uma forma mais compacta e
  • organizar melhor a vida na escola, na universidade, no trabalho e em seu cotidiano em geral.

Conheça agora o que é e como usar uma técnica de apresentação e memorização chamada Mapa Mental (Mind-Mapping, em inglês; Gedächniskarte, em alemão).

Não deixe de ler também outros artigos relacionados no nosso blog. É só clicar em “Categorias” e depois em “Técnicas & Métodos de Aprendizagem”!

Boa leitura e sucesso em seus estudos.

 

Como nossa memória funciona? (Wie funktioniert unser Gedächtnis?)

Já na Antiguidade o filósofo Confúcio dizia: 

confusio_ditado_mindmap1a

Confúcio nos explica aqui qual é a melhor forma de aprendizagem.

Em “Diga-me eu eu me esquecerei” percebemos o quê?

Você fica horas numa sala, ouvindo infinitas explicações de professores ou colegas sobre um determinado tema e, poucas horas depois esquece grande parte do que foi dito. Mas por que isso acontece?

Bem, é que nossa capacidade de salvar informações em nossa “memória definitiva” é relativamente baixa quando ficamos paradões.  Como assim?

Quando tentamos aprender algo de forma passiva, ouvimos só informações novas, o cérebro fica assim meio cansadinho 😉

Fonte da imagem: Reprodução/Mashable

Em “Mostre-me e eu me lembrarei” percebemos que nossa memória melhora quando ativamos nossos sentidos durante a aprendizagem, no exemplo dado foi a visão.

Em “Deixe-me agir e eu entenderei” concluímos que é na ação que está o segredo da memorização, do aprendizado em si.

Só para ilustrar melhor:

Você vai visitar amigos e adora a torta que foi servida. Aí você pede a receita. Embora você ouça atentamente todas as etapas a serem seguidas, nota que esqueceu alguma coisa quando quer prepará-la na sua casa. O jeito é então ligar para sua anfitriã e pedir a receita de novo.

O mesmo acontece quando seu carro anda dando alguns “defeitinhos”. Você comenta isso com um amigo que entende bastante sobre mecânica de automóveis. O mesmo então resolve lhe dar umas dicas e decreve detalhadamento tudo o que você deve testar e modificar no seu carro para que seus problemas sejam solucionados. No dia seguinte, você abre o capô do carro, mexe nisso e naquilo e percebe que já não se lembra mais muito bem das explicações excepcionais do seu amigo.

Pois é! Comigo isso sempre acontece. E com você?

Agora se você vê a pessoa preparando a torta ou arrumando o motor do carro fica mais fácil de entender. Certo?

Depois você mesma(o) tenta fazer a torta ou consertar o bendito problema do seu carro. Põe a mão na massa e aprende de vez o que desejava aprender.

Pois bem, quando estudamos ou ouvimos apresentações importantes devemos agir também. Nada de ficar só de “antenas ligadas”. Abre os ouvidos e os olhos, use suas mãos para fazer anotações, fale sobre o tema, participe do que está sendo apresentado, mesmo que tenha de movimentar-se. Use todos os seus sentidos. Isso lhe ajudará a entender o tema e a memorizá-lo. Isso é aprender.

 

Como destacar-se nos estudos?

Muitas pessoas dedicam-se horas aos estudos e não conseguem ver resultados positivos rápidos. Por que será?

Talvez elas…

  • não estejam atentas ao ítens citados no tópico anterior,
  • sobrecarreguam seu corpo estudando no período em que deveriam estar dormindo
  • esqueçam que precisam de lazer para que a adrenalina no corpo baixe e a memória melhore ou
  • escolham as técnicas erradas para estudar. 

Se você não tem a memória dos “super gênios”, precisa desenvolver um plano ou cronograma de estudos e usar técnicas eficazes para estudar, por exemplo, a técnica do “Mapa Mental”. 

Outras dicas super importantes são:

  • usar seus sentidos para aprender,  principalmente na aprendizagem de línguas (Assim você está usando os dois hemisférios do seu cérebro!); 
  • relacionar o que é desconhecido com algo que já conhece e gosta (Fazer esse tipo de ponte é ótimo para uma melhor conecção e memorização de contéudos! Em alemão se fala de “Eselsbrücke nestes casos: da “ponte do burro”);
  • fazer anotações, já que o dito, muitas vezes, “entra por um ouvido, sai pelo outro”.

A maior dica de hoje é como fazer estas anotaçõres. A técnica do Mind-Map (mapa mental) é uma excente opção para organizar e otimizar todas as situações do seu dia a dia, ajudando-nos muito também a nos destacar no trabalho e nos estudos.

O que é essa técnica chamada de “Mapa Mental” e como usá-la?

Mind-Map-conference-Singapore-2007-tony-buzan-3

 O Mind-Map é um método de memorização e organização creativa muito eficiente que também parte deste princípio, associando-o a outros mais. 

Foi desenvolvido nos anos 70 pelo pedagogo inglês Tony Buson

É baseado em pesquisas neurológicas e procura ativar os dois hemisférios do nosso cérebro ao mesmo tempo, à medida que conecta-se as informações armazenadas no hemisfério esquerdo (responsável pelas informações de forma linear como a fala, a leitura e o cálculo) e o hemisfério direito (responsável pelas associações, emoções, imagens e música).

 Veja agora como é dividido nosso cérebro e quais são suas funções:

hemisfc3a9rios-esquerdo_e_direito-do-cc3a9rebro-humano

 Fonte: http://www.portalser.com.br

Um  Mind-Map pode ser usado, por exemplo, para fazer resumos, revisões, planejamentos, explanações diversas e apresentações (de temas diferenciados em aulas, seminários ou firmas, seja na apresentação de projetos produtos, problemas, métodos de trabalho ou aulas e seminários). Este método é usado no mundo dos negócios e em instituições de ensino (por professores e alunos).

Através de um Mind-Map poderemos lembrar com mais facilidade de informações diversas através de uma forma não linear. Para fazê-lo precisamos de:

  • palavras-chaves,
  • associações,
  • conecção da fala e da escrita,
  • imagens,
  • cores e
  • emoções dispertadas através de efeitos audio-visuais.

Todo mapa mental segue uma estrutura padrão:

  • usa-se uma folha A3, posicionada na horizontal,
  • as ideias principais inseridas  devem ser feitas a partir de palavras-chave,
  • escrever no centro a ideia central,
  • em segundo plano, seguem  os subtemas,
  • argumentos e/ou exemplos que sustentam essas ideias seguem depois

 

Ficou um pouco confus(o) com tantas informações? Então veja agora o que foi lido bem resumido de uma outra forma, isto é, usando a técnica do “Mapa Mental”:

Clique na Imagem para ampliá-la!

page_1

Mapa mental: O que é, origem, uso e como fazer  © Fábia Willems – Todos os direitos reservados

 

 

Outros exemplos de uso de Mapas Mentais:

 


1. Na aula de Línguas – Português, Língua Estrangeiras 

O método poderia ser usado como:

  • uma introdução ao apresentar-se o tema da aula,
  • uma revisão,
  • uma forma de exercitar o conteúdo aprendido (vocabulário e gramática) e
  • uma atividade individual ou em grupo.

Clique na Imagem para ampliar!

Mapa mental: Primeiros contatos- Português para Estrangeiros (Professora Fábia Willems)

 

Mapa mental: Primeiros contatos – Cumprimentos e apresentações em Português para Estrangeiros

 

2. Aula de ciências

dicas_p_economizar_energia_escola_pt

 

3. Aula de História

mapa-mental-sobre-a-independencia-do-brasil-1369857634792_900x500

 

4. Resumo de livros

mapa_mental_livro_monge_executivo

5. Reuniões produtivas
mindmap_reunioespeodutivas

6. Aula de Espanhol e/ou Artes
colores_significados_esp

7. As inteligências Múltimas, segundo Gardner

mapa_conceptual_howard_gardner_recursostic

Vídeos interessantes

Aprenda a fazer mapas mentais e a entender melhor o funcionamento do nosso cérebro!

1. Como fazer um mapa mental

2. Maximise the Power of Your Brain – Tony Buzan MIND MAPPING (em inglês)

3. As partes do cérebro

– em inglês (com legenda em português!)
– em alemão

 

Dica de Programas online para fazer Mapas mentais

Há vários softwares no mercado para você fazer seu mapa mental, a maioria de deles está em inglês e bem caros. Porém, é possível sim encontrar algumas versões grátis. Você pode também mesmo  increver-se e testar um software e comprá-lo eventualmente. Por exemplo:
 
1. ExamTime

Estes são apenas algumas dicas para  ajudar-te a criar um mapa mental com ExamTime.

Para começar a criar os teus Mapas Mentais online, regista-se e você poderá começar a usar a nossa ferramenta!

Fontes e links interessantes

O que faz cada lado do cérebro? – Superinteressante

Neurociência: O neurônio-espelho

Descansar o cérebro após aprendizado deixa a memória afiada

Atividades físicas trazem benefícios também ao cérebro

Biografia de Tony Buzan e o mapa mental

Cérebro Humano – Anatomia do Sistema Nervoso Central

Plano ou cronograma de estudos

Mindmapping als Lernstrategie

Mapa mental facilita memorização de conteúdos para vestibular

Aprenda a fazer um mapa mental e nunca mais se perca

 

Vídeos

http://www.blackbookdopina.net/2013/04/neuronio-espelho-podem-refletir-odio.html

Fotos

http://brunotorquato.files.wordpress.com/2008/03/mindmap.jpg http://imguol.com/c/noticias/2013/05/29/mapa-mental-sobre-a-independencia-do-brasil-1369857634792_900x500.jpg

http://www.portalser.com.br/portalser/publier4.0/texto.asp?id=2312

http://www.afluenciaquantica.com/images/mapa%20colores.gif

http://www.sefranek.info/pics/mentales-training/gehirn.jpg

Salvar