Carta a favor da Democracia – Entenda os detalhes na voz dos famosos

Hinterlasse einen Kommentar Standard

Um dia histórico: 11.08.2022 – O dia em que a Carta a favor da Democracia foi lida à sociedade brasileira durante um regime democrático.

Mas que carta é essa? Como entender mais facilmente o seu conteúdo?

Imagine a seguinte situação:

⚽️🦶O seu time está ganhando e o adversário começa a trapacear para ganhar a partida de qualquer jeito. São caneladas, empurrões, murros, brigas e contusões para todo lado. Aos 89 minutos, o jogo está 2 a 2, quando um „atleta“ do time adversário corre para pequena área, bate na bola e ela entra no gol. Só que em vez de usar o pé, ele usa a mão. É gol ou não❓A bola entrou, é fato. Só que no futebol o gol deste tipo é contra as regras ❗️Sabendo disso, a turma do balacobaco legaliza o ilegal e diz que as regras mudaram. Agora vale tudo. Se a bola passar da linha do gol, é gol. Ponto final. Sem discussão❗️Seu time perde, eles ganham o campeonato, levam os milhões e você fica a ver navios sem poder reclamar.

É EXATAMENTE ISSO QUE ESTÁ ACONTECENDO AGORA COM AS ELEIÇÕES NO NOSSO BRASIL❗️

O „time“ que está perdendo quer mudar o resultado usando de artifícios e alterar as regras.

NA CONSTITUIÇÃO ESTÃO AS REGRAS DO „JOGO“ DEMOCRÁTICO. NELA, ESTÁ ESCRITO QUE A VONTADE DO POVO DEVE RESPEITADA‼️ NINGUÉM PODERÁ MODIFICAR O RESULTADO DAS ELEIÇÕES‼️ Sendo assim, amigas e amigos, VAMOS ASSINAR ESTA CARTA E DEMOSTRAR NOSSA INDIGNAÇÃO AOS ATAQUES QUE NOSSA DEMOCRACIA TEM SOFRIDO NOS ÚLTIMOS DIAS‼️

Estado Democrático de Direito Sempre‼️‼️

Confira a contribuição de grandes artistas ao alerta a todas as brasileiras e a todos os brasileiros em prol da democracia:

Fernanda Montenegro, Anitta e mais artistas leem nova carta pela democracia – Créditos: UOL

Esta carta foi inspirada na carta lido pelo professor Goffredo da Silva Telles Junior da Faculdade de Direito da Univesidade de São Paulo.

no território livre do Largo de São Francisco, leu a Carta aos Brasileiros, na qual denunciava a ilegitimidade do então governo militar e o estado de exceção em que vivíamos. Conclamava também o restabelecimento do estado de direito e a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte. Saiba mais detalhes clicando aqui!

Faça parte dessa história. Assine a Carta.