“Gum-Wall”: A nova invenção alemã para cidades mais limpas!

Hinterlasse einen Kommentar Standard

Por M. Fábia P. V. Willems

Quem já viu um Gum-Wall por aí?

A instação das caixinhas já começou e a população vai a deixar as cidades mais limpas. Pelo menos aqui na terra Suábia (Schwabenland), o povo que mais valoriza a limpeza da Alemanha.

Gum-Wall? Como assim?

A escolha do anglicismo para a invenção deixa-a mais atraente e “moderninha”, alcançando também os mais jovens.

Gum significa chiclete, em inglês. Wall é parede ou muro. Sendo assim: uma paredinha para colar chiclete.

Segue um “conselho” que poderia conquistar corações e bolsos:

Cuide de seus sapatos e use o “Gum-Wall”

Cole seu chiclete aqui nos smilies!

Afinal, quem gosta pisar daquela goma nojenta. E para tirar aquilo do sapato depois? Terrível, não é?

Fora isso, as prefeituras e empresas gastam um dinheirão para remover os clicletes de suas pataformas e ruas, mas manchas cinzentas ficam no chão.

O “Cola-Cliclete” tem uns 35 cm de largura e uns 50 de cumprimento e é vermelho e amarelo. Tem uns Smilies super simpáticos colados numa área de uns 40 centímetros. Eles esperam ansiosos os chicletes mastigados. Em baixo das carinhas há uma gavetinha vermelha trancada e, em cima dela, uma pequena abertura onde se pode jogar a goma de mascar também. Dos lados, está escrito em amarelo:

kauen – kleben – gehen (Mastigar – colar – ir embora)

Será que a Gum-Wall conquistaria os brasileiros também?

Você viu uma Gum-Wall por aí? Então mande uma foto pra gente publicar aqui 🙂

Bem, com ou sem Gum-Wall.

Não jogue cliclete na rua, por favor!

Embrulhe sua goma de mascar num papelzinho, guarde-a e jogue-a no lixo assim que possível. O meio-ambiente também agradece 😉

Gum-Wall: Mastigar – colar – ir embora (kauen, kleben, gehen)

Advertisements

Encontrei na Alemanha 👀 Fotos de Curiosidades (ICH SEHE WAS, WAS DU NICHT SIEHST👀Kurioses aus Deutschland )

Kommentare 4 Standard

 Por: M. Fábia P. V. Willems

ENCONTREI NA ALEMANHA: Curiosidades de viagens em fotos 👀ICH SEHE WAS, WAS DU NICHT SIEHST👀 Kurioses aus Deutschland 📷Fotos von Fábia Willems 😍

Você é curiosa(o)? Gosta de fotografia? Quer ver coisas diferentes? Então vai gostar deste post.

Viajando pela Alemanha, encontrei coisas curiosas, engraçadas, esquisitas e até absurdas. Há umas coisas muito loucas também.  Das muitas fotos que tirei em viagens, divido agora algumas com você.

encontrei_dt_blog1

1. Passeando em Bad Obersdorf (sul da Alemanha) vi esta casa muito bonita e parei ao ver o que estava pendurado ao lado da janela. Pára tudo! Era a casa era de professor. Adivinha o que ele leciona?

prof_sonfona_curtir

Aula de sonfona é aqui.

2. Caminhando pelas ruas de Obersdorf, uma cidade conhecida pelos esportes de inverno, o que chamou minha atenção foi a tampa de um bueiro. Além de bonita, muito informativa. Uma nova possibilidade de se fazer propaganda. Por que não?

tampa_bueiro_curtir

Propaganda de Hotel-Restaurante na tampa de bueiro

 

3. Você tem um cachorrinho e vai fazer compras com ele. Antes de entrar na Drogaria DM de Bad Cannstatt (um bairro de Stuttgart), estacione seu cachorro direitinho Zwinkerndes Smiley  Veja só o charme da plaquinha com o P de “parken” (estacionar).

dm_dogparking3

Estacionando seu cachorrinho

 

4. Escada rolante em Stuttgart (no sul da Alemanha) com “gehen” (andar) e “stehen” (parar) gravado nos degraus. A maioria das pessoas realmente respeita essa iniciativa. Será que daria certo no Brasil?

treppe_curtir

Escadas rolantes educativas

 

5. Esta foi uma viagem divertida. Eram tantas plaquinhas de vaca e viados pelas ruas que eu não conseguia parar de rir. Tinham ruas, nas quais havia plaquinhas de viados dos dois lados! E essas placas indicam aos motoristas o quê? Simplesmente:

“Cuidado! Animais podem cruzar a rua!”

Quer comprovar pessoalmente? É só passar pela região de  Bad Obersdorf e Sonthofen (sul da Alemanha).

placa_vaca_curtir

  Cuidado! Vacas a caminho!

placa_viado_curtir

Cuidado! Viados podem cruzar seu caminho!

6. Foi num domingo. Queríamos passear no parque para aproveitar um sol maravilhoso. No Max-Eith-See (Lago em Stuttgart), barquinhos alugados por todos os lados. Mas alguma coisa estava errada. Observe as fotos:

remadoras1_curtir

remadoras2curtir

O preço da emacipação

 

Realmente não se fazem mais homens como antigamente. Ainda bem que o meu barquinho é elétrico!

 

7. Num passeio pela cidade de Stuttgart, segui pela rua paralela à Königstrasse, pertinho da estação Rotebühlplatz (Stadtmitte) e deu aquela contade de tomar um cafezinho:

großertasse_curtir

 Vai um “cafezinho” aí também?

 

8. Os alemães adoram animais. Você também? Por aqui tem até seguro de saúde para cachorros. Já fez um para o seu cãozinho?

hundeversirerung_allianz

Propaganda de Seguro de Saúde para cachorros – Foto: Folheto da Seguradora alemã Allianz

 

9. Já ouviu falar de Happy Hour? Eu também. Mas deste tipo aí, nunca. Será que eu fiquei maluca?

apotheke3curtir

Happy hour na Farmácia

 

Happy hour na Farmácia é o seguinte: Preços especiais das 15 às 20 horas todas as sextas-feiras.

 

10. Você gosta de nomes curiosos? Esse nome alemão é demais:

sommerrock

Senhor “Saia de Verão”! Ou será Senhora?

Sim, é isso mesmo. Nesta casa  num bairro de Stuttgart moram 4 Famílias: 1. Simpson,  2. Saia de Verão,  3. Irmãozinho e 4. Escritório

Pelo menos, o nome da última família foi uma brincadeira Büro (escritório). Acho Zwinkerndes Smiley

 

11. Você já ouviu falar de Kehrwoche? Kehrwoche é sinônimo de limpeza obrigatória. O fenômeno da Kehrwoche é invenção dos suábios. Eles vivem no estado de Baden-Württemberg e são meus companheiros há anos. Prefiro viver perto de um povo que adora a limpeza do que ao lado de gente porca.

A Kehrwoche  funciona assim:

Toda semana um morador é responsável pela limpeza do andar onde mora. Quando se mora num tipo de condomínio onde há poucas famílias, também é necessário também varrer as escadas, o pátio, o jardim, a lavanderia e a calçada da rua em frente sua casa. Além disso, tem-se que passar um pano molhado nas partes interiores da área comunitária. Essa tradição antiga está mudando nas construções mais modernas. Nelas, os moradores se reuniem e pagam uma empresa de limpeza para fezer o serviço. Como na Alemanha tudo custa os olhos da cara, muitas famílias preferem economizar esse dinheirinho, embora haja, de vez em quando, brigas de vizinhos porque um não limpou no seu dia.

Ah, quase esqueci. A limpeza é só uma parte das responsabilidades. São  7 dias de plantão no inverno. Como assim? No dias de neve, tem-se também que tirar a neve, raspar o gelo e jogar um tipo de sal com pedrinhas que derrete a neve  e evita que o gelo grude na calçada. Isso lá pelas 5, 6, 7 da manhã. Se não fizer e  alguém escorregar e se machucar, é você quem vai pagar todos os custos com médicos, remédios e futuros tratamentos. Resumindo: Você está ferrada(o)!

Para ninguém esquecer quando é sua vez de fazer a limpeza, costuma-se pendurar uma plaquinha na porta. Onde eu moro a plaquinha é esta:

kehrwoche_curtir

Plaquinha penturada: Faxina total

Essa história de Kehrwoche é uma coisa muita curiosa mesmo. Há um outro artigo aqui no blog só sobre esse tema e tem até uma parte musical. Não deixe de lê-lo! Clique em A Cultura da “Kehrwoche” em Baden-Württemberg

 

12. Como a população atualmente vive mais, as lojas precisam se adequar a isso. A falta uma boa visão é uma das primeiras coisas que se transformam em um problema na hora de fazer as compras. Olha aí a criativa solução: Lupa acoplada no carrinho de compras de todos. Zwinkerndes Smiley Muito legal!

dm_wagen_lupa

Carrinho de compras com lupa acoplada: Uma ajuda importante para idosos

 

 

13. Não importa se a temperatura é de 30 graus. Elas estão sempre presentes: as meias nos pés dos alemães, principalmente as brancas. Será que não dão chulé? Zwinkerndes Smiley

meiasdeverao_curtir

Elegância é outra coisa

 

14. Ele fez o maior sucesso: o robo gigante da Galeria Kaufhof de Stuttgart. Seus principais fãs neste sábado : chineses, japoneses e brasileiros. Era flasch pra todo ladoZwinkerndes Smiley

robo_panelas_curtir

Robozinho mais simpático – Galeria Kaufhof da Königstrasse, em Stuttgart.

 

15. Marido e mulher descansando nos alpes alemães de Allgäu. Que amor! Zwinkerndes Smiley

amordeboi_curtir

Soneca carinhosa do casal de Allgäu: amor animal existe mesmo!

 

E você? Já começou a colecionar suas curiosidades de viagens?

Que tal dividi-las com seus amigos virtuais também? Mande uma foto com alguma curiosidade pra gente!

Quem viaja tem sempre algo para contar e mostrar!

Quem lê também 😉

fab_big_deal_lcultura2015a1

Meu amigo, o jegue(Mein Freund, der Esel)

Hinterlasse einen Kommentar Standard
Curiosidades
Desmistificando a má fama do burro

 

Burro, asno, jumento, jegue, jerico?
Será que o burrro é burro mesmo?
Durante séculos o jegue foi um animal muito estimado no nordeste brasileiro. Principalmente no sertão era ele o companheiro de trabalho,  um meio de transporte,  a mão direita e o amigo de seu senhor.
Hoje, o pobre, é ofendido pelos ignorantes, que o chamam de burro. Mas quem tem miolo na cabeça sabe que o jumento é muito do inteligente. Além de ser muito simpático, o animalzinho merece elogios e carinho.
Em alguns estados do nordeste, como Pernambuco e Alagoas, há a Corrida do Jerico todos os anos.
Em cidades pequenas o povo se reune na praça para esse evento festeiro dos jumentos. A criançada adora e os adultos festejam a bagunça.
Há inclusive um prêmio em dinheiro para os vencedores e até patrocinador.
Até os mineiros resolveram entrar na onda também:
Foi na Festa das Folia dos Reis em Alto Belo,  Bocaiúva, MG. Realizada sempre no primeiro fim de semana após o Dia de Reis (6 de janeiro), a festa atrai turistas de todo o Brasil.
A comemoração, que completa 25 anos em 2007, é um resgate da memória folclórica para as novas gerações. A tradição cultural do Norte de Minas é comemorada em diversas atividades durante o evento.
O jumento vira simbolo dos otimistas
Fonte da foto: jumentoatomico.blogspot.com
“Sim, você pode!”
Esse foi o slogan da campanha eleitoral em 2009 do presidente dos Estados Unidos Barack Obama.
Agora o slogan foi imortalizado com a imagem do nosso amigo, o jegue.

 

Pois  o burro não é burro não?
Quem num entende isso, num é sabidão.
Ao contrário do que muitos dizem, o burro é um animal muito do esperto. Ele sabe o que quer e faz o que pensa.
O burro é um ser importante para a sociedade. Ele é útil, ajuda o meio ambiente com seu trabalho ecológico e, além de muito simpático, gosta de viajar para levar um sorriso a quem o encontra. O burro é solidário. Nós temos muito que aprender com ele.
Seja branco ou seja preto,
pobre ou seja rico,
brega ou chique,
seja na Caatinga, na Ásia ou Europa
nobre de Euro na mão
Real minha paixão
de ver o jegue por esse mundão.
O burro em Cumbuco (Ceará-Brasil) e seu cavaleiro:        
                                                         
Foto: Linderberger – Cumbuco-CE 2005
Cearense pasma ao ver passeio de burro nos arredores da famosa Torre Eifel, em Paris (França):
Foto: Fábia Paz – Vanda em Paris 2008
Curso para aprender a montar em burrinho encantaca a criançada em Stuttgart, na Alemanha:
O nome dos simpáticos animaizinhos: Pepe e pepino.  O curso pode ser reservado para grupos  (para mães e filhos).
Camuflado. Um Jumento com uma carga de erva em Sebisto, Tayikistán:
Nozim Kalandarov / Reuters
Corrida de jerico
Pois é verdade. No estado de Pernambuco (nordeste do Brasil), na cidade de Panela inventou-se a Corrida de jegue.
Assista ao vídeo e veja uma história da corrida em versos. Divirta-se.
    
 
Músicas com esse animalzinho simpático
Genival Lacerda – De Quem e Esse Jegue (Versão eletrônica)
width=”425″ height=”344″>http://www.youtube.com/v/mv2RoPImUxk&hl=de&fs=1&”> name=”allowFullScreen” value=”true”>http://www.youtube.com/v/mv2RoPImUxk&hl=de&fs=1&” type=”application/x-shockwave-flash” allowscriptaccess=”always” allowfullscreen=”true” width=”425″ height=”344″>
 
Piadas com o jegue
Há muitas piadas de portugueses e brasileiros chamando um ao outro de burro, assim como inúmeras outras piadas racistas e obscenas como este animalzinho simpa´tico. Estas não serão mencionadas aqui, já que a intenção é incentivar o bom humor e não o preconceito.
O burro morto
Um burro morreu bem em frente duma Igreja e, como uma semana depois, o corpo ainda estava lá, o padre resolveu reclamar com o Prefeito.
– Prefeito, tem um burro morto na frente da Igreja há quase uma semana!
E o Prefeito, grande adversário político do padre, alfinetou:
– Mas Padre, não é o senhor que tem a obrigação de cuidar dos mortos?
– Sim, sou eu! – respondeu o padre, com serenidade. – Mas também é minha obrigação avisar os parentes!
Expressões populares
– ser um burro/asno/jumento/jegue/jerico = ser pouco inteligente/não ser inteligente (significado muito ofensivo)
Ele é um burro.
Seu burro!
Ela é mais burra que uma porca.
– o pai dos burros = o dicionário
OBSERVAÇÂO : O dicionário não é o pai dos burros, como muitos dizem, ele é o pai dos inteligentes porque os burros não têm inteligência suficientes para abrirem o dicionário.