BRASIL | Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para coronavírus: Aprenda 7 Expressões Idiomáticas que combinam com ele – Em português & alemão! (Brasiliens Präsident positiv auf Coronavirus getestet: Lerne jetzt 7 Redewendung, die perfekt zu ihm passen – In Portugiesisch und Deutsch!)

Hinterlasse einen Kommentar Standard

JÁ ESTÁ SABENDO?

Bolsonaro contaminou-se com o coronavírus!

WEISST DU SCHON?

Brasilians President Bolsonaro infiziert sich mit Coronavirus!


Nada de notícia falsa (Fake New)! Ele mesmo confirmou que testou positivo para covid-19 numa entrevista à TV Brasil.

O presidente disse que recebeu a notícia com naturalidade e que iniciou o tratamento com hidroxicloroquina e azitromicina, o medicamento tão defendido por ele e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Agora vamos ver se seu histórico de „atleta“ o ajuda a superar a „gripezinha“.

Veja a entrevista completa abaixo e depois veja 7 expressões idiomáticas perfeitas para esse momento:

Entrevista com o presidente Jair Bolsonaro – TV BrasilGov

Enquanto o presidente se recupera, vamos relembrar algumas expressões idiomáticas brasileiras que combina perfeitamente com esse momento. Vamos procurar um correspondente das expressões em alemão ou explicar seu significado:

  1. Quem procura, sempre acha.“ => Tem sentido positivo, como quase sempre em alemão (Wer sucht, der findet!), mas também negativo: Bolsonaro não usa máscara de proteção, nega que o vírus é perigoso, não respeita o distanciamento social, quer que o povo volte ao trabalho o mais rápido possível. Concluindo, procurou o vírus e o encontrou. Uma curiosidade: a expressão é bíblica e pode foi dita por Jesus Cristo (Mt 7,7-11)!
  2. „Quem semeia ventos, colhe tempestade.“ (= Wer Wind sät, wird Stürm ernten.)
  3. „Mais vale prevenir (do) que remediar.“ (=Vorbeugen ist besser als heilen. / Doppelt genäht, hält besser.)
  4. „Quem com ferro fere, com ferro será ferido.“ (=Wer mit dem Schwert kämpft, wird durch das Schwert sterben. ( Wer das Schwert ergreift, der soll durchs Schwert umkommen.)
  5. „Quem viver, verá as voltas que o mundo dá.“ (=Abwarten und Tee trinken). A tradução literal é engraçada: „Esperar e beber chá“.
  6. „Quem ri por último, ri melhor.“ (=Wer zuletzt lacht, lacht am Besten.)
  7. „Fazer tempestade em copo d’água.“ => Significado: Transformar banalidade em tragédia ou ter uma preocupação/reação exagerada a um problema (=Aus einer Mücke einen Elefanten machen.) . Curiosamente, a tradução literal do alemão é bem engraçada: „Fazer de um mosquito um elefante“.
Bolsonaro? Com coronavírus? Mas nós somos imunes! (gifer.com)

Quer aprender mais expressões idiomáticas em português e em alemão? Então clique nos links abaixo:

LEIA TAMBÉM:

Os gringos querem saber: O que são Paneleiros, Coxinhas e Mortadelas no Brasil? -PLE-(Was sind „Paneleiros“, „Coxinhas“ und „Mortadelas“ in Brasilien?)

Hinterlasse einen Kommentar Standard

Por: M. Fábia P. V. Willems

O que são Paneleiros, Coxinhas e Mortadelas no Brasil?

Os gringos querem saber e nós respondemos!

A pergunta parece simples para quem é do Brasil, mas que traz dúvidas para gringos que aprendem Português ou brasileiros que vivem fora do país há muitos anos e não acompanham os noticiários do país.

Neste Post vamos tentar esclarecer essas três palavras, levando em consideração o significado que elas receberam num período conturbado da política e economia brasileiras.

Paneleiros, Coxinhas e Mortadelas são palavras que surgiram no Brasil devidos às diversas crises políticas e econômicas dos últimos anos. Elas determinam grupos de pessoas com determinadas tendências políticas. A origem dos termos é desconhecida, apesar de existirem várias teorias a respeito.

Atenção gringos e brasileiros desavisados, vamos entender melhor esta história!

1. Paneleiros

  • significado original: pessoas que fabricam panelas (Töpfe, em alemão; pots, em inglês; cazuelas, ollas, em espanhol)
  • novo significado: pessoas que batem fortemente em panelas com algum objeto para protestar contra o governo. O movimento político teria sua origem na Argentina e imigrou para o Brasil durante o Governo de Dilma Rousseff (Partido dos Trabalhadores, o PT). Ela foi a sucessora de Inácio Lula da Silva, o primeiro presidente do Brasil de origem humilde e que conseguiu se eleger mesmo sem ter um diploma universitário. Durante o segundo governo da Presidente Dilma, o Brasil passou por uma crise política e econômica. Quando ela falava à nação por rádio, tv e internet, os opositores de sua política batiam panelas por todo o país. Como isso acontecia à noite, as pessoas desligavam as luzes de suas casas e, com o silêncio das ruas, o estrondo era enorme. Fale citar que o lugar de panelas é na cozinha e, numa sociedade machista , como o Brasil, este é o lugar das mulheres, inclusive o de Dilma Rousseff, a primeira mulher a governar o Brasil. Seu governo „sobreviveu“ dois anos. Após seu afastamento, considerado por metade do povo brasileiro um Golpe político, seu vice assumiu a presidencia. Deste então, a situação só piorou. A aceitação do governo Temer é de 1%, a menor do planeta! Mesmo assim, ele se sustenta no governo até hoje.

Manifestação do Povo batendo nas panelas

 

2. Coxinhas

  • significado original: plural de „cozinha“, um salgadinho (kleiner Imbiss/Häppchen, em alemão; snack/ light meal, em inglês; bocadillo, em espanhol). É feito com peito de frango desfiado, farinha de trigo, batatas, ovos e ervas. Pode ser frito ou assado. Veja um vídeo com a receita de coxinhas aqui! A forma do salgadinho imita uma coxa (Schenkel, em alemão; schanks, em inglês; muslos, em espanhol)
  • novo significado e de origem desconhecida: apelido dado às pessoas que têm dinheiro para comprar a deliciosa Coxinha, isto é, a classe média. Pobre não tem tanto dinheiro. Coxinhas odeiam „Mortadelas“. Por quê? Por que a classe média odeia os pobres! Os „endinheirados“ costumam fazer manifestações a favor dos partidos de „Direita“ com a finalidade de manter seus privilégios econômicos e políticos. Fato este que deixou de ocorrer nos últimos meses, pois o governo do Vice que virou Presidente, depois de uma jogada política e jurídica, afundou o Brasil ainda mais na crise. Agora, os Paneleiros descobriram que Michael Temer (do PMDB, atual MDB) não era o salvador da pátria e esconderam todas as panelas.

3. Mortadelas

  • significado original: Plural de „Mortadela“, o frio mais barato do Brasil (Wurst, em alemão; sausage, em inglês; emputido, em espanhol)Imigrantes italianos começaram a chegar no país em massa logo após da Abolição da Escravidão em 1888 e, passaram a produzir as delícias de sua terra. O embutido se popularizou e, por toda parte, é possível comprar sanduíches feitos com eles. Os famosos sanduíches de mortadela passaram a ser servidos em manifestações populares a favor do governo de Dilma Rousseff.
  • novo significado: apelido dado às pessoas que comem Mortadela e pertencentes à classe baixa, isto é, os pobres). Mortadelas costumam ser adeptos ou fãs dos partidos de „Esquerda“, como por exemplo, o Partido dos Trabalhadores. Relembrando, o PT governou o Brasil pela primeira vez de 2003 a 2010, com o Presidente Lula e de 2011 a 2016, com  a Presidente Dilma. Apesar dos diversos investimentos sociais para erradicar a pobreza extrema no país, o legado de Lula foi manchado, após seu partido se envolver em vários escândalos de corrupção. Seguiram-se crises econômicas, políticas e jurídicas (Saiba mais a respeito de seus governos nas nossas Dicas de Leitura no finalzinho deste artigo!). Vale a pena lembrar que o termo „Petralhas“ faz uma alusão aos „Mortadelas“. Só para terminar, „Mortadelas“ também odeiam „Coxinhas „!

Bildergebnis für o que são coxinhas e mortadelas

Imagem do Artigo „Coxinhas x Mortadelas: O que nós ganhamos com isso“, Diário do Peixe 

 

Agora você já pode entender melhor artigos diversos, caricaturas e comentários dos brasileiros nas redes sociais ou em encontros face-to-face, não é mesmo?

Não é realmente uma pena esta relação de ódio entre pessoas do mesmo povo por causa de suas convicções políticas? Infelizmente, os brasileiros deixaram de ser aquele povo amoroso, sorridente e tolerante, características tão apreciadas por gringos de todo o mundo.

Bem, virar vegetariano é a melhor opção para o povo brasileiro! Nem coxinha, nem mortadela 🙂 O melhor seria o Tofu mesmo 😉

Agora um exercício especial para quem aprende Português do Brasil!

Vamos treinar mais um pouquinho as três palavras novas de hoje?

Veja algumas fotos, caricaturas e nossas Dicas de Leitura. Depois, deixe seu comentário! Mas nada de ódio, por favor!

Para finalizar:

Vamos assistir a um vídeo com uma música?

Trata-se de uma Paródia inteligente e divertida exibida pelo programa de humor ZORRA em seu episódio número 100. A música original chama-se „Morena de Angola“ e foi um dos sucessos da cantora Clara Nunes. O vídeo bombou na internet. Ele faz críticas aos paneleiros. Divirta-se 🙂

 

DESAPARECIDA 🍳GesuchtWANTEDSe busca

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Bildergebnis für os petralhas

 

Bildergebnis für o que são coxinhas e mortadelas

Reprodução da imagem de „Você é coxinha, petralha ou isentão? Faça o teste!“ – Site do Zero Hora criou um quiz para descobrir qual o seu perfil nesse conturbado cenário político brasileiro

 

Bildergebnis für paneleiros no pronunciamento da dilma caricatura

 

Cadê a galera batendo na panela?
♫ Cadê a galera que andava animada batendo na panela?
Tem gente fazendo discurso e não ouço barulho na janela
Não vejo ninguém de camisa vermelha nem blusa amarela
Parece que tanta denúncia deixou todo mundo na sequela ♫

 

 

Dicas de Leitura (Lesetipps)

 

LINGUACULTURA – ABRINDO PORTAS PARA VOCÊ!

LinguaculturaSprachen & Kultur ganz nah!

KONTAKTIEREN SIE UNS! 

ENTRE EM CONTATO CONOSCO! 

 

BOMBANDO: Prêmio Camões – vaia a Ministro da Cultura do Brasil & aplausos a escritor

Hinterlasse einen Kommentar Standard

Por: M. Fábia P. V. Willems

pt_premiocamoes2016polemic

Você viu o babafá que deu durante a entrega do Prêmio Camões ao maior escritor brasileiro da atualidade, Raduan Nassar?

Vou lhe contar o sucedido e mostrar dois vídeos para você se interar e tirar suas próprias conclusões.

Uma comissão julgadora, composta por representantes do Brasil, de Portugal e de países africanos de língua oficial portuguesa, avalia anualmente autores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa – CPLP pelo conjunto de sua obra e lhe concede a um deles o Prêmio Camões  e  o valor 100 mil euros por sua contribuição para o enriquecimento do patrimônio literário e cultural de nossa língua. Nassar foi escolhido por unanimidade e se tornou o 12º brasileiro.

O evento ocorreu este ano em São Paulo, na sexta, dia 17, no jardim do Museu Lasar Segall para umas 60 pessoas.

A presidente da Biblioteca Nacional, Helena Severo, abriu o evento, errando o sobrenome do autor ao apresentá-lo, mas foi logo corrigida por ele.

Raduan Nassar, 81, agradeceu pelo prêmio a Portugal, embora tenha dito não conseguir entender os parâmetros usados para a escolha.

Num certo momento, pediu desculpas por precisar esclacer ao mundo o que está acontecendo atualmente com a democracia no Brasil.

Nassar toca na ferida aberta da sociedade brasileira: O impedimento da Presidente Dilma Rousseff. Afinal, foi um Golpe ou não?

Nassar numerou alguns fatos ocorridos nos últimos meses para comprovar, segundo ele, o Golpe de Estado ocorrido no país. Citou alguns dos caminhos antidemocráticos usados pelo Governo de Michel Temer  para chegar ao poder, acusando-o de repressor – „contra o trabalhador, contra aposentadorias criteriosas, contra universidades federais de ensino gratuito, contra a diplomacia ativa e altiva de Celso Amorim“ – e de ser „atrelado ao neoliberalismo com sua escandalosa concentração da riqueza, o que vem desgraçando os pobres do mundo inteiro“.

Terminou seu discurso dizendo que não poderia ficar calado diante de tal situação.

Após o escritor descer do púpito, ao som de aplausos de seus fãs, representantes do Governo português e da imprensa, é a vez do Ministro da Cultura Roberto Freire se manifestar.

Ao som do canto dos passarinhos, Freire discursa e, ao ser interrompido por risos irônicos e gritos de protesto do público, esquece onde e com quem está, assim como o porquê do evento e perde a compostura. O Ministro da Cultura desqualifica Nassar e é vaiado. Continua tentando dar aula de História e de Direito Constitucional,  ataca a platéia e tenta humilhar aqueles que têm um conceito de democracia diferente do dele.

O „ministro da cultura“, que se enfurece.

Imagine agora um cara de paletó e gravata, metido a fino „botando boneco“! É assim que descreveriam os cearenses o comportamento de Roberto Freire. Ele „roda a baiana“ e cuspe fogo durante o discurso ofensivo que deveria ser em homenagem ao Autor do Ano 2106.

Pois a nós só resta homenagear nosso escritor querido por seu prêmio e seu talento em retratar a beleza e as mazelas da sociedade brasileira.

Parabéns Raduan Nassar!

 

Confira você mesma(o) os vídeos do evento, de dois ângulos diferentes logo abaixo.

Aproveite para informar-se melhor sobre os tem as aqui citados,  consultando nossas Dicas de Leitura!

 

Em prêmio, Raduan Nassar faz duras críticas ao governo e gera bate-boca com o ministro – Estadão (Youtube)

Raduan Nassar – Discurso contra Temer que irritou o ministro da Cultura – CANAL K (Youtube)

 

Algumas Curiosidades

 

1)Nassar Raduan

2)Os brasileiros já premiados com o Camões foram

  • João Cabral de Melo Neto, em 1990,
  • Rachel de Queiroz (1993),
  • Jorge Amado (1994),
  • António Cândido (1998),
  • Autran Dourado (2000),
  • Rubem Fonseca (2003),
  • Lygia Fagundes Telles (2005),
  • João Ubaldo Ribeiro (2008),
  • Ferreira Gullar (2010),
  • Dalton Trevisan (2012) e
  • Alberto da Costa e Silva (2014).

3) „Das Brot des Patriarchen“, Ein Glas Wut“ e Mädchen auf dem Weg“ são os nomes das 3 obras de Nassar em alemão. Já sabe qual é qual? Além delas, pode-se ler em alemão também „Nachahmung und Eigenwert“ (A corrente do esforço humano), ensaio, tradução de Ray-Güde Mertin. In —, Meyer-Clason, Curt (org.). Lateinamerikaner über Europa. Frankfurt, Suhrkamp, 1987. Inédito em português.

 

Dicas de Leitura

 

Lavoura Arcaica    Um Copo de Cólera  Menina a Caminho

        Romance (1975)               Novela  (1978)              Contos (1997)