A Magia da Literatura de Cordel no Brasil: Origens, Características, Autores, Temas & Xilogravura

Kommentar 1 Standard

Por: M. Fábia P. V. Willems

Você sabia que 1. de Agosto é dia da Literatura de Cordel? Sabe o que é Cordel? De onde ele vem? Quais são suas características? Pois agora chegou a hora! Aproveite nosso Post para se informar, ouvir os tão famosos versos de nossos escritores mais ilustres. Conheça os temas que mais chamam a atenção nos cordéis do Brasil. Assista aos vídeos selecionados e divirta-se! Extra, preparamos uma lista de sites onde você poderá pesquisas mais sobre o Mundo dos Cordéis. Deixe-se inspirar e, quem sabe, produza também os seus.

Boa leitura e divirta-se!

Folie1

A Literatura de Cordel é um gênero literário que chegou ao Brasil através dos portugueses. Esta é uma das mais complexas manifestações culturas. Resumidamente, trata-se de uma história contada em versos.

A vida e a história do povo são relatadas através de poemas de uma forma ritmica, dinâmica e divertida. Os cordéis falam dos mais diversos temas: amor e ódio, conflitos pessoais, injustiças sociais, religião, fatos fantásticos ou paranormais, política e situações do cotidiano. O linguajar costuma ser simples, já que retrata a realidade popular. O uso de termos, considerados vulgares por muitos, não é raro, principalmente quando se fala da sogra, do caloteiro, do sujeito com o qual a mulher o traiu, o político que roubou o dinheiro do pobre, por exemplo.

O nome Cordel se dá ao fato dos poemas serem impressos em folhetos e serem pendurados em um tipo de barbante (cordinha ou cordão) com a ajuda de um pregador. A finalidade era vendê-los ou lê-los e rependurá-los.

Os textos são fabricados praticamente de forma manual pelo próprio autor. Os folhetos têm geralmente 8 páginas, mas podem ter mais, variando entre 8 e 32. As páginas medem, geralmente 11x16cm e são comercializadas pelos próprios autores em feira, pendurados em cordéis. Devido ao baixo custo dos exemplares, poucas editoras se interessam por essa forma de poesia tão especial, infelizmente.

A ilustração dos livretos é feita por uma forma de impressão chamada xilogravura. Essa técnica foi inventada no século VI, provavelmente pelo chineses, foi trazida na Idade Média à Europa e de lá veio parar no Brasil, trazida pelos portugueses, claro.

A xilogravura é um processo muito parecido com um carimbo. Entalha-se um desenho na madeira com um instrumento cortante. Depois é só utilizá-la como matriz e reproduzir a imagem gravada quantas vezes quiser. Normalmente, a impressão é feita com tinta preta.

Foi no nordeste do Brasil que essa forma de literatura se popularizou rapidamente, recebendo características próprias a partir da metade do século XIX.

Quando estiver viajando por cidades turísticas no nordeste brasileiro, não deixe de visitar uma exposição de Cordéis. É muito divertido! Mas você também pode  encontrar os livrinhos por toda parte, até na praia tem vendedores de Cordéis impressos e em áudios. Certamente podemos encontrar Cordéis em bibliotecas por todo o Brasil ou coleções deles em bibliotecas digitais gratuitamente. É só acessar a internet, digitar, por exemplo, o site da Biblioteca Átila Almeida  e pronto. O mundo dos cordéis se abre para nós. Procure por áudios num procuradorde sua preferência e encontre vídeos diversos no Youtube.

Aproveite agora para assistir os vídeos que selecionamos e consulte os sites abaixo para uma pesquisa. Divirta-se!

O que é Literatura de Cordel – YouTube (2:52)

Veja um cordel e como são feitas as xilogravuras dos folhetos de cordel … (7:41)

Literatura de Cordel – Globo rural (44:42)

Cordel „A chegada de Lampião no inferno“ (5:45)

Cordel „O nascimento de Jesus, O Natal“ (6:18)

Cordel „A ávore do dinheiro“ (5:55)

Portas Abertas Brasil Uma Historia Contada em Cordel (8:09)

Cordel “ A moça que dançou depois de morta“ (11:09)

O que é a Literatura de Cordel? – Aula com César Obeid (6:52)

Lendo um Cordel

UM CORDEL SOBRE LEITURA – Autor: César Obeid

cordel de César Obeid

cordel de César Obeid

Fonte: prefeitura.sp.gov.br

O LADRÃO E O POLÍTICO – Autor: José Augusto – Esses são de doer.

O LADRÃO E O POLÍTICO
Eu cresci numa família
Que dizia todo dia:
– Pode andar remendado,
Contudo nunca podia
Andar sujo pelos cantos
Essa era a filosofia.

Dica legal: Como fazer Xilogravura

Aproveite a oportunidade para praticar a Arte da Xilogravura! Pode ser sozinha(o), com amigos os alunos. Veja as várias possibilidades para fazê-lo nos vídeos selecioados abaixo:

Forma original (e sofisticada) de fazer Xilogravura

Xilogravura: como fazer? (8:42)

Este vídeo didático é dedicado às pessoas que queiram saber como é feita uma xilogravura. As etapas são explicadas para que iniciantes possam realizar uma xilo. Alguém com mais experiência poderá desenhar (com lápis ou nanquim) diretamente sobre a matriz de madeira. Neste caso, é dispensável o papel vegetal (pois já se terá em mente a inversão da imagem a ser gravada) e o papel carbono. As etapas de lixar e passar goma laca duas vezes são aconselháveis para compensados de madeira que tenham os veios e reentrâncias muito evidentes.

Xilogravura: Arte com Isopor & Guache – Forma simples e rápida!

Aula de Artes numa Escola Pública em São Paulo (1:15)

Como fazer Xilogravura com bandejinhas de isopor do supermercado

Aula de Arte: Xilogravura simples com isopor e Guache (4:15)

Fontes & Dicas de leitura

.

Werbeanzeigen

Literatura de Cordel: O Brasil versado e ilustrado agora na web

Kommentare 2 Standard

Literatura de Cordel: O Brasil versado e ilustrado agora na web

pt_cordelLC

Você já ouviu falar sobre Literatura de Cordel?

O Cordel é uma modalidade de poesia impressa em livretos, cujas ilustrações são feitas com xilogravuras. Os versos falam sobre fatos do cotidiano do povo brasileiro. O linguajar informal e regionalizado facilita a leitura, tornando-a divertida.

Vale muito a pena ler e conhecer um pouco mais sobre esta forma de Arte muito querida, principalmente no nordeste do Brasil!

O Projeto abaixo é um dos primeiros trabalhos de arquivamento web de material nacional. Uma ótima iniciativa. Parabéns!

Boa leitura!

Biblioteca do MPT/RN

Projeto é um dos primeiros trabalhos de arquivamento web de material nacional

A literatura de cordel produzida em sites e blogs está sendo arquivada pela Biblioteca do Congresso Americano, Library of Congress (LC na sigla em inglês) desde 2011. O projeto tem 24 sites coletados e arquivados. Parece pouco, mas é um dos primeiros trabalhos de arquivamento web realizado com material produzido no Brasil. O material está armazenado em servidores fora do País e, por enquanto, não está acessível para pesquisa online.

O projeto de arquivamento web de cordéis, que é desenvolvido dentro de uma parceria entre a  LC e especialistas em cordel, nasceu como um desdobramento do projeto de preservação e digitalização de cordéis já realizado pela instituição americana. A LC possuiu uma das mais extensas coleções de literatura de cordel, e só perde em tamanho para algumas coleções de instituições brasileiras, como a da Biblioteca Átila Almeida. A biblioteca, que pertence à…

Ursprünglichen Post anzeigen 21 weitere Wörter