Quem traz os presentes de Natal? o Papai Noel, o Nicolau ou o Menino Cristo? (Der Weihnachtsmann, der Nikolaus oder das Christkind – Wer bringt die Geschenke zu Weihnachten?)

Deixe um comentário Padrão

Por: M. Fábia P. V. Willems

Quem traz os presentes de Natal?

Aquele velhinho simpático do Pólo Norte que vem de trenó do céu. Certo? Bem, há quem diga que não e afirma que podem ser outras duas pessoas. Veja só quem são elas e tire suas próprias conclusões, aproveitando a oportunidade para aprender algumas palavras natalinas em alemão.

As crianças brasileiras acreditam no Papai Noel e que ele os observa o ano inteiro. Se forem bonzinhos receberão os desejados presentes na noite do dia 24 de dezembro.

Os pequenos portugueses também acreditam no bom velhinho que chamam de Pai Noel.
Já os alemãezinhos, dividem opiniões. Para eles há três possibilidades:

  • o Papai Noel, chamado pelos portugueses de Pai Noel ou Pai Natal (der Weihnachtsmann),
  • o Nicolau (der Nikolaus) eou m
  • Menino Jesus, também chamado de o “Menino Cristo”, em tradução livre (das Christkind).

Mas como pode isso? Entenda agora a origem desta tradição.

Vamos começar a entender quem traz os presentes para a criançada desde os tempos antigos.

O Nicolaus (der Nicolaus)

No século III, nascia o menino Nicolau na atual Turquia. Sua família era muito rica.

Quando seus pais faleceram, ele herdou a grande fortuna e resolveu dividi-la com os necessitados. Presenteava crianças pobres e ajudava moças com dotes para que pudessem se casar, fugindo assim da miséria e da prostituição. Há quem afirme que ele chegou a doar três bolas de ouro a três irmã!

Quem precisasse de ajuda, podia contar com essa boa alma. Acabou tornou-se, no século IV, o Bispo de Mira e ajudando ainda mais pessoas em desespero. Dizem que fazia até milagres.

No dia 6 de dezembro de 345, o bom Nicolau faleceu e, tempos depois, foi canonizado, tornando-se o Santo Nicolau (der Heilige Nikolaus), o padroeiro das crianças, viajantes e marinheiros (Schutzpatron der Kinder, Reisenden und Seeleute). Também tornou-se o santo padroeiro  é o da Rússia, Grécia e Noruega.

Aleksa Petrov: Russische Ikone, 1294

Ökumenisches Heiligenlexikon

Foi assim que ele ficou conhecido pelo mundo e o dia de sua morte escolhido para ser o dia de presentear as pessoas.

Só lembrando, neste tempo, as crianças recebiam só frutas e doces! Bem mais tarde, lá pelo século XIX é que surgiriam os presentes caros.

O Menino Cristo (das Christkind)

No século XVI, acontecia a Reforma Protestante na Alemanha. Martinho Lutero (em alemão, Martin Luther) era um monge que achava a igreja agia errado por permitir a compra do perdão de pecados, as chamadas indulgências.

Ele defendia os ensinamentos de Jesus Cristo, isto é, que a salvação não estaria à venda, já que o perdão dos pecados só poderia vir de Deus e isso só aconteceria quando houvesse um profundo arrependimento de quem o cometeu em vida. Dizia também que o ato de poder comprar o perdão para si ou para familiares mortos, que poderiam estar no inferno,  evitava atos de misericórdia para com os pobres.

Acabou escrevendo-as em 95 teses. Defendeu-as na Universidade de Wittenberg e pregando-as da porta da Igreja do Castelo de Wittenberg , sendo imprimidas e distribuída por todas as regiões.

Outros religiosos e pessoas comuns que com ele concordavam, resolveram segui-lo, fato que dividiria os cristãos europeus entre católicos e protestantes (isto é, evangélicos).

Lutero não via sentido presentear as crianças dia 6 de dezembro, uma tradição católica, por isso, mudou esta data e criou a figura do Menino Cristo (das Christkind, em alemão), inspirado no nascimento do Menino Jesus. Iniciou a entregar dos presentes (em alemão, die Bescherung) no dia 25 de dezembro por considerá-lo o Dia de Natal (der Weihnachtstag).

Mais tarde, algumas pessoas começaram misturar a imagem do Menino Jesus com a de um anjo, dando-lhe asas. Em seguida, transformaram a figura natalina uma menina com aparência de fada.

Veja só como a firma de brinquedos Playmobil ilustra a “Criança Cristo” e o Santo Nicolaus:

http://media.playmobil.com/i/playmobil/4887_product_box_front

St. Nikolaus und Christkind – Produktnr.: 4887

Foi assim que a tradição se espalhou e até muitos católicos alemães começaram a dizer às crianças que é o Chritkind quem traz os presentes.

Ah… ideia de montar um Presépio também vem destes tempos.

O Papai Noel (der Weihnachtsmann)

Já o Papai Noel é uma invenção moderna e conhecido mundo afora, mas quem é ele realmente?

A figura de homem bom e presenteador popularizou-se e, no século XVII, ela apareceria até numa poesia de um alemão famoso chamado Hoffmann von Fallersleben, popularizando-se também no mundo literário.

No século XIX, o alemão Thomas Nast teria criado a figura de um Papai Noel para a revista norte-americana Harper´s Weekly 

Mais tarde, os americanos comercializaram o Natal e, por influencia de imigrantes holandeses, difundiram a entrega dos presentes já no dia 24, isto é, na Noite de Natal (Weihnachtsabend).

Depois da divulgação de muitos filmes e canções com histórias emocionantes, o mundo praticamente se americanizou.

Haddom Sandblon teve uma ideia genial de marketing em 1931 para a empresa Coca-Cola: colocar  “Santa Claus”, como eles chamam o Papai Noel, com uma roupa especial vermelha e branca.

Nikolaus von Coca-Cola-Zeichner Haddon Sundblom nach dem Vorbild von Cola-Verkäufer Lou Prentice, 1939

Santa Claus – Coca-Cola – Haddon Sundblom, Lou Prentice, 1939  The Coca-Cola Company

Ele estaria em Shopping-Centers, viria do céu em seu trenó com seus presentes e divulgaria, assim, também o principal produto da empresa. Até um caminhão vermelho todo iluminado circula hoje em dia por algumas capitais mundiais.

E você?

Quando comemora o Natal?

Em qual desses três você acredita ou acreditou um dia?

Bem, seja qual for sua resposta, não deixe de ler nossos outros artigos sobre o Natal 😉

Seja feliz e não deixe o verdadeiro sentido do Natal morrer!

Qual é ele mesmo?

DICA DE LEITURA

Anúncios

Papel Noel dos Correios

Comentários 4 Padrão

Papai Noel dos Correios

 

 

Por: Maria Fábia Paz Vitorino Willems

 

Já ouviram falar sobre o Papai Noel dos Correios?

 

Todos os anos os Correios brasileiros recebem inúmeras cartas endereçadas a Papai Noel. A proposta desse projeto é a seguinte: você vai até uma agência, “adota” uma dessas cartas e compra o presente pedido pela criança. Depois, é só retornar ao correio, que se responsabilizará pela entrega.

Se você tem um grupo de amigos, seja na escola ou na faculdade, no trabalho ou no futebol, por exemplo, pode sugerir para que “adotem” um número de cartas.

Se cada um de nós ajudar um pouquinho, o mundo pode mudar. Afinal, a mensagem do Natal é o amor ao próximo. Sejamos então solidários!

Para informar-se melhor sobre este projeto tão especial, continue lendo o artigo ou assista aos vídeos selecionados abaixo.

feliznatal_correios

 

Campanha Papai Noel dos Correios – Vídeos

 

Programa Interativo – Matéria sobre o projeto Papai Noel dos Correios:

Se você não puder assistir ao vídeo, clique aqui.

Reportagem – TV Band:

Se você não puder assistir ao vídeo, clique aqui.

Tv-Jangadeiro – Papai Noel dos Correios realiza sonho de crianças:

Se você não puder assistir ao vídeo, clique aqui.

Cidade Verde –O projeto pede doação de brinquedos:

Se você não puder assistir ao vídeo, clique aqui.

Neste ano 12 escolas participam. Cerca de 3,3 mil cartas foram escritas.

Para continuar lendo este artigo e ver ao vídeo, clique aqui.

 

 

Projeto “Papai Noel dos Correios”

 

O que é:
O Projeto Papai Noel dos Correios é uma ação corporativa, desenvolvida em todas as 28 Diretorias Regionais, que tem como foco principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao “Papai Noel”. O objetivo central é manter a magia do Natal.
Além de estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, o projeto visa atender aos pedidos de presentes de Natal de crianças em situação de vulnerabilidade social, estimular o voluntariado dentro e fora da empresa e incentivar a solidariedade dos empregados e da sociedade.

A quem se destina?
O destinatário do projeto é a criança de até 10 anos que envia pelos Correios uma cartinha ao Papai Noel. As cartas que partem das comunidades carentes em todo o país são separadas e colocadas à disposição da sociedade para quem quiser adotá-las. Infelizmente, nem todas as crianças carentes podem ser atendidas.

Quem pode colaborar?
Todas as pessoas da sociedade podem colaborar, tanto como voluntários para auxiliar na leitura e triagem das cartas, como para adotar um pedido. Para isso, basta entrar em contato com a “Casa do Papai Noel” de sua região (clique aqui).

Como é feita a triagem?
Para adoção, será dada prioridade às cartas escritas por crianças que não tenham sido contempladas com presentes no ano passado, que contenham pedidos de brinquedos e que indiquem condição socioeconômica familiar condizente com o projeto.

Serão descartadas as correspondências que não contêm remetentes ou as com endereços repetidos. Portanto, não adianta mandar mais de uma carta, pois não se trata de sorteio. Assim, é importante o correto preenchimento do nome e endereço do destinatário, com CEP. Cartas de adultos não são atendidas, bem como pedidos de medicamentos, celular, MP3, DVD, notebooks e afins. Os critérios de atendimento de pedidos são razoabilidade e possibilidade.

Cada Regional tem um método de trabalho para classificação e seleção das cartas destinadas para adoção, considerando diversos fatores, tais como: tamanho da área abrangida, número de correspondências, número de adoções, número de voluntários envolvidos, etc.

Histórico

Realizada há mais de 24 anos, o Papai Noel dos Correios é uma das maiores campanhas sociais natalinas do Brasil. É uma ação corporativa, desenvolvida em todas as 28 Diretorias Regionais da ECT, que tem como objetivo principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao Papai Noel. Além de estimular a redação de cartas manuscritas pelas crianças, a campanha incentiva a solidariedade dos empregados e da sociedade.

Ajude o Papai Noel ->Como leitor ou padrinho

Disseminar o encantamento natalino só é possível com ajuda das pessoas. Por isso convidamos você para integrar essa grande mobilização de solidariedade: seja um ajudante do Papai Noel e realize os sonhos de milhares de crianças em todo país.

Os ajudantes do Papai Noel são as pessoas interessadas em apoiar na leitura das cartas. Ler, cadastrar informações e separar são as principais atividades desenvolvidas nesta etapa. É uma atividade não-remunerada, uma ação voluntária que já se realiza há mais de duas décadas. O Papai Noel vai adorar a sua ajuda, pois em 2009 foram quase dois milhões de cartas recebidas em todo país.

Como participar:

o Entre em contato com a Diretoria Regional dos Correios do seu Estado (veja os contatos em cada Estado);

o Faça uma visita e conheça o trabalho;

o Estabeleça um tempo fixo para ajudar na leitura das cartas. Não precisa ser muito tempo, mas freqüência é fundamental.

Participe da campanha e viva a magia natalina!

Os Correios agradecem seu apoio em nome das milhares de crianças atendidas anualmente pela campanha.

Mais informações oficiais a respeito do Papai Noel dos Correios podem ser obtidas na página http://www.correios.com.br/papainoelcorreios2013 ou pelo telefone (83) 3216-3521.

 

 

Casos curiosos

 

Não quero presente, sonho em encontrar meu Pai

Há cerca de 10 anos, os Correios do Espírito Santo receberam uma cartinha diferente, em vez de brinquedos ou outros artigos de consumo, uma criança de oito anos pediu ao Papai Noel que encontrasse seu pai. Sensibilizados, os empregados do Espírito Santo trocaram temporariamente a vocação postal pela investigação. Várias regionais se envolveram nesta busca, até que os Correios do Rio de Janeiro encontraram o pai da criança na Baixada Fluminense.
O “presente” contendo o endereço e contato do pai foi entregue à criança que pode enfim realizar o sonho do encontro.
Fonte: Diretoria Regional do Espírito Santo

 

Quero uma bola sem chocalho

Cartas escritas em braille são recebidas todos os anos e chamam atenção dos envolvidos na campanha. Uma em particular divertiu e emocionou os Correios do Espírito Santo. Além de ser portador de deficiência visual, a criança não tinha família e residia em abrigo. Situação que despertou imediatamente a solidariedade do leitor da carta. Entretanto, contrariando as expectativas, a carta não era triste e sim indignada. Uma indignação infantil que desperta sorrisos bondosos de reconhecimento que criança é criança e ponto.
Ele queria a bola comum, não aquelas que traziam chocalhos internos para sinalizar sua movimentação, adequadas aos deficientes visuais. Estava cansado de “ouvir” bolas e queria apenas brincar com uma, junto com seus amigos.
Fonte: Diretoria Regional do Espírito Santo

 

 

 

Outros casos emocionantes

Mensagem de voluntários num Fórum na internet: 

 

Um menininho pede um frango assado de presente, já que sua família era tão pobre que não podia comprar um.

Uma camiseta e uma calça nova para o irmãozinho de dois anos. Este foi o pedido de um garoto, que para si nada queria.

“Saúde para meu pai é tudo que eu quero de Natal, papai Noel.”

 

 

Depoimentos de voluntários que participam da triagem das cartas

 

Voluntário 1:

Nossa hoje eu fiquei muito triste.

Fui nos correios e li umas cartinhas (3 no total).
1) A primeira carta era de um menino que não escreveu muito e pediu uma bicicleta.
2) A segunda carta era de uma menina que também sonhava em ter uma bicicleta. Essa escreveu bastante, disse que estava no primeiro ano e estava gostando. Só que a mãe dela não trabalhava e o pai era preso. E além dela pedir a bicicleta, pediu um presente pro irmão dela de 14 anos.
3) A terceira carta era de uma mulher de 35 anos que não pedia pra ela, mas sim pra mãe dela que tinha 60 e queria muito uma máquina de costura.
Nossa, toda vez que eu lia as cartinhas me dava uma dor no coração
Eu queria muito poder ajudar, o problema que eu não tenho tanto dinheiro pra comprar uma bicicleta pra dar. Se eles ainda pedissem algo menos caro eu até dava.
Mas olha, fiquei mal… vi hoje como o mundo é injusto, como tem muita gente com muitos e outras com tão pouco

 

Voluntário 2:

Você pode escolher as cartinhas de acordo com o que você pode dar. Se você achou uma muito caro, escolhe outra… Eu já li cartinhas de crianças que pedem lápis e caderno pra usar de material escolar, panetone pra família, etc…
O importante é participar e ajudar.

 

Cena chocante sobre o tema “Papai Noel” e “a pobreza”

Outro dia eu vi uma cena bizarra.
Estava a mãe o filho (humildes) no shopping, quando o filho vê uma criancinha sentada no colo do Papai Noel e pedindo um presente, o filho fala pra mãe “Mãe, eu quero ir pedir um presente pro Papai Noel também”, dai a mãe responde “Não existe Papai Noel não! Aquilo é um velho que se fantasia de Papai Noel, nem existe isso… é lenda!” Dai o filho começa a chorar e eu olhando assim pra mulher ———> E a mulher responde “É minha ‘fia’, não dá pra iludir ‘fio’ de pobre não”.

 

 

Dicas de leitura

 

Se você estuda Português e/ou alemão, não deixe de ler também:

Fontes

 

http://www.correios.com.br

http://www.frihost.com/forums/vt-85448.html

Vídeos: http://www.youtube.com.br

Imagens: http://www.google.com.br

Weihnachtsvokabular (Vocabulário de Natal)

Comentários 5 Padrão

WEIHNACHTSVOKABULAR

(Vocabulário de Natal)

 Wie sagt man “Weihnachten” in verschiedenen Sprachen?

 (Como se diz „Natal“ em outras línguas?)  

 

Weihnachtsfest,Weihnachtszeit,WeihnachtsgeschenkeWeihnachtsmarkt, wir alle führen das Wort Weihnacht häufig im Munde. Aber was bedeutet es, woher kommt es?

Zu Weihnachten feiern Christen die Geburt Jesu, das weiß jedes Kind. Die wenigsten wissen aber, woher der Name Weihnachten kommt.

Religionsgeschichtlich bedeutet das Wort “Weihe” die Bestimmung eines Lebewesens oder einer Sache für den Dienst an Göttern.

Kann das Wort Weihnachten damit in Verbindung gebracht werden? Oder rührt der Name etwa daher, dass einer der heiligen drei Könige dem Jesuskind Weihrauch geschenkt hat?

Wohl kaum, denn mit der Geburt Jesu hat dieses Wort gar nichts zu tun. Nicht nur wir feiern Weihnachten.

Auch unsere Nachbarn in Europa und in vielen anderen Ländern der Welt feiern die Geburt Jesu. Hristos Razdajetsja”, “Boas Festas”, “Hauskaa Joulua” -können Sie sich vorstellen was das bedeutet?

 

Woher kommt der Name “Weihnacht”? (Qual é origem do nome „Natal“?)

 

Historisch gesehen kam Jesus gar nicht am 25. Dezember zur Welt. Dieser Zeitraum der Wintersonnenwende hatte vielmehr seit langem eine große Bedeutung sowohl in der römischen als auch in der heidnisch-germanischen Tradition. Die Mitwinterzeit, auch bekannt unter dem Namen “Zwölf Nächte”, erstreckt sich von Weihnachten (24.12.) bis zum Heiligen Dreikönigstag (06.01.).

Eine Vielzahl von Ritualen sollte früher dafür sorgen, dass die Sonne an den kürzesten Tagen im Jahr wieder neue Kraft bekommt. Als das Christentum immer mehr Anhänger fand, übernahm man einfach diesen Zeitraum und deutete ihn in einem christlichen Sinn um.

Die Gründe für die Festlegung auf den 25. Dezember sind nicht ganz eindeutig. Wahrscheinlich ist jedoch, dass das Weihnachtsfest dem am gleichen Tag begangenen römischen Staatsfest der Geburt des unbesiegbaren Sonnengottes gegenübergestellt wurde. Demnach würde die Tradition des Weihnachtsfestes auf die zweite Hälfte des 3. Jahrhunderts zurückreichen. Die deutsche Bezeichnung “Weihnachten” stammt noch aus der alten heidnischen Zeit. Sie geht auf den mittelhochdeutschen Plural “ze den wihen nahten” zurück, was so viel wie “in den heiligen Nächten” bedeutet. Das zusammengesetzte Wort “wihenaht” ist seit der zweiten Hälfte des 12. Jahrhunderts belegt.

 

Was steckt hinter dem Wort “Jul”? (O que se esconde atrás da palavra „Jul“?)

 

In Schweden heißt es “God Jul”, in Finnland “Hauskaa Joulua”, wenn sich die Menschen eine frohe Weihnacht wünschen. In Skandinavien leitet sich der Ausdruck für Heiligabend von “Jul” ab, dem nordgermanischen Wort für “Rad”. Im übertragenen Sinn als Rad der Zeit, das sich wieder um ein weiteres Jahr gedreht hat, bezeichnete “Jul” das Fest der Wintersonnenwende.

Im Norden, wo die Winter sehr lang sind und die Menschen unter Dunkelheit und Kälte leiden, spielt Weihnachten eine große Rolle. Finnland nimmt sogar für sich in Anspruch, die Heimat des Weihnachtsmanns zu sein. Er heißt hier “Joulupukki” und besucht die Kinder, die sich oft als Elfen verkleiden, am 24. Dezember.

Wie wichtig die Festtage für die Finnen sind, zeigt sich selbst am Namen für den Monat Dezember: “Joulukku” bedeutet übersetzt der “Weihnachtsmonat“.

Wie in Finnland finden auch im Nachbarland Schweden die Weihnachtsfeierlichkeiten am 24. Dezember statt.

Die Kinder dort haben es gut, denn schon sobald es dunkel wird, also bereits am Nachmittag, beginnt die Bescherung.

Was bei uns Heiligabend heißt, bezeichnen die Schweden als “Julafton”, als “Weihnachtsnachmittag”.

 

 

 

Hat X-mas noch etwas mit Christus zu tun? (O que palavra „X-mas“ tem a ver com o Natal?)

 

Merry Christmas!” – so wünscht man sich im großen englischen Sprachraum ein frohes Weihnachtsfest.

Dort wird die christliche Bedeutung von Weihnachten bereits im Namen für das Fest sichtbar. Das Wort “Christmas” geht auf die altenglische Bezeichnung “Cristes mæsse” zurück und bezieht sich somit ganz auf die Eucharistiefeier, also die Messe zu Ehren Christus. Vor allem in den USA verwenden daneben viele Menschen den Ausdruck “X-ma” bzw. “Xmas”. Dabei handelt es sich nicht bloß um eine moderne Verkürzung oder gar Säkularisierung des Begriffs. Der Buchstabe “X” steht vielmehr für den Anfangsbuchstaben des Wortes “Xtos”, dem griechischen Namen für Christus.

 
Der lateinische Einfluss auf die Wortbildung (A influência do Latim na formação da palavra) 

In Spanien wünschen sich die Menschen “Feliz Navidad”, die Italiener feiern “Natale”, auf Portugiesisch heißt Weihnachten “Natal” und das katalanische Wort lautet “Nadal”. Bei den romanischen Sprachen steht ebenfalls der christliche Anlass des Weihnachtsfestes im Mittelpunkt. Die Bezeichnungen gehen alle auf das lateinische Wort “nascor” zurück, was übersetzt “geboren werden” bedeutet. Aus der lateinischen Form “natalis dies”, dem Tag der Geburt, entwickelte sich im Französischen über die Vorstufe “nael” das heutige Wort Noël. Selbst in Indonesien finden sich lateinische Wurzeln, hier wird das Fest “Hari Natal” genannt.

 

 

 

Weihnachtslieder (Canções de Natal)

Stille Nacht, heilige Nacht (silent night/noite feliz) – Nana Mouskouri

http://www.youtube.com/watch?v=pLkr_WYvHec&feature=related (mit Untertitel – Com legenda)

 

O Tannenbaum (Ó árvore de Natal) – Nana Mouskouri

http://www.youtube.com/watch?v=2lhQ_hBT7lA&feature=related

Lesen Sie auch (Leia Também):

Wie feiern die Brasilianer Weihnachten? (Como os brasileiros comemoram o Natal?) – In Deutsch!

Das Weihnachtsfest für Deutsche und Brasilianer(O Natal para alemães e brasileiros) – In Dt + Port.

 

Quellen (Fontes)

www.wissen.de

www.google.com.br (Fotos)

www.youtube.com.br (Videos)

www.global-christmas.com (Artikel „Weihnachten Global“)

http://o.aolcdn.com/art/gat/lifestyle/39/3/was-brutzelt-da-in-nachbars-t%C3%B6pfen.html (Artikel „Weihnachten Global“)

http://www.nwzonline.de/Region/Kreis/Friesland/Varel/Artikel/2193293/Weihnachtsfest++mit+Wasserski++und+Pferdewetten.html (Artikel „Weihnachtsfest mit Wasserski und Pferdewetten“)