Momento poético: „A busca do Amor“, „Amor ideal“ & „Amor e respeito“, de Bráulio Bessa – A Literatura brasileira na TV

Kommentare 2 Standard

Por: M. Fábia P. V. Willems

 

 

Queridos amantes da Poesia Brasileira,

Apresento-lhes hoje lindos poemas de Bráulio Bessa sobre o Amor. Emocionem-se vocês também com seus poemas, assistindo aos vídeos que selecionamos com muito carinho!

Nosso poeta brasileiro é nordestino e ficou famoso na tv ao apresesentar seus versos no programa „Encontro com Fátima Bernardes“ da Rede Globo de Televisão.

Acompanhado por música sertaneja, Bráulio recita seus versos no quadro „Poesia com rapadura“, encanta o público também com seu sotaque cearense e os leva, muitas vezes, às lágrimas.

Com raízes na Literatura de Cordel, os poemas de nosso cordelista leva às elites versos antes considerados como literatura de povão e traz mais consideração e respeito à região mais discriminada do Brasil. Sim, no nordeste também há cultura e pessoas maravilhas!

O „fazedor de poesia“, como o próprio Bráulio diz em sua página web, é „matuto sim, besta não“. Ele busca inspiração nas poesias de Patativa de Assaré, o mestre da Literatura de Cordel no Brasil. Desde seus 14 anos, diz ver os „versos bulir“. Seus vídeos já ultapassaram a marca de 100 milhões de visualizações!

Pois vamos aos 3 lindos poemas! No final do post há também nossas Dicas de Leitura para quem quiser saber mais sobre o autor e a Literatura de cordel no Brasil!

Um bom fim de semana a todos e tenham um dia cheio de amor,

Fábia Willems

 

A Busca do Amor

Bráulio Bessa faz poesia sobre a busca do amor no programa Encontro 10/02/2017

 

 

Repare que tanta gente no mundo

corre em busca do amor:

alguém que seja ideal

aquela altura,

aquela cor,

aquele extrato bancário,

aquele belo salário.

Há quem ligue pra idade, pra raça, religião,

mas quem busca perfeição,

não busca amor de verdade.

 

O ideal é amar,

inclusive o diferente.

Afinal, que graça tem

amar uma cópia da gente?

Procure sem ter critério,

o amor tem seus mistérios

e deixa a gente atordoado.

Você sai pra procurar

e, em vez de achar,

acaba sendo achado.

E quando o amor lhe acha,

não tem pra onde correr!

Finda essa besteira

de mil coisas pra escolher,

finda todo o preconceito.

É como se no seu peito

coubesse o mundo inteiro

com todo tipo de gente

e aceita que o diferente

é só alguém verdadeiro.

Percebe que a estrada

é repleta de amor

e você, nesta jornada,

vai sentir dor,

vai errar e acertar

na peleja pra encontrar

um sentimento real.

E uma dica, companheiro,

Se o amor for verdadeiro,

já é o amor ideal!

 

O amor ideal

Poesia com Rapadura - O AMOR IDEAL - poema de Bráulio Bessa 03/08/2018

 

Amor e respeito

Bráulio Bessa - Amor e respeito

 

Dicas de Vídeos

Não deixe de assistir também:

 

Dicas de Leitura e Pesquisa

 

Gostaram no nosso post?

Então deixem um like, assinem nosso blog e sigam-nos nas redes sociais! 

Que tal dar essa dica legal para seus amigos e alunos!

Agradecemos desde já!

Muito paz e muito amor para vocês!

 

 

 

DOAÇÃO – DONATION – SPENDE – DONACIÓN

VOCÊ GOSTA DO NOSSO BLOG❓ DOE UM CAFEZINHO PARA A FÁBIA❗️ ☕️OBRIGADO 🙂 Magst du unseren Blog❓ Spende Fábia einen Kaffee❗️ ☕️Vielen Dank🙂 DO YOU LIKE OUR BLOG❓ DONTE A COFFEE FOR FÁBIA ☕️THANK YOU🙂 Le gusta nuestro blog❓ Entonces regale un café para Fábia☕️ Muchas gracias 🙂 300 POSTS 🙃

$2.25

A Magia da Literatura de Cordel no Brasil: Origens, Características, Autores, Temas & Xilogravura

Kommentar 1 Standard

Por: M. Fábia P. V. Willems

Você sabia que 1. de Agosto é dia da Literatura de Cordel? Sabe o que é Cordel? De onde ele vem? Quais são suas características? Pois agora chegou a hora! Aproveite nosso Post para se informar, ouvir os tão famosos versos de nossos escritores mais ilustres. Conheça os temas que mais chamam a atenção nos cordéis do Brasil. Assista aos vídeos selecionados e divirta-se! Extra, preparamos uma lista de sites onde você poderá pesquisas mais sobre o Mundo dos Cordéis. Deixe-se inspirar e, quem sabe, produza também os seus.

Boa leitura e divirta-se!

Folie1

A Literatura de Cordel é um gênero literário que chegou ao Brasil através dos portugueses. Esta é uma das mais complexas manifestações culturas. Resumidamente, trata-se de uma história contada em versos.

A vida e a história do povo são relatadas através de poemas de uma forma ritmica, dinâmica e divertida. Os cordéis falam dos mais diversos temas: amor e ódio, conflitos pessoais, injustiças sociais, religião, fatos fantásticos ou paranormais, política e situações do cotidiano. O linguajar costuma ser simples, já que retrata a realidade popular. O uso de termos, considerados vulgares por muitos, não é raro, principalmente quando se fala da sogra, do caloteiro, do sujeito com o qual a mulher o traiu, o político que roubou o dinheiro do pobre, por exemplo.

O nome Cordel se dá ao fato dos poemas serem impressos em folhetos e serem pendurados em um tipo de barbante (cordinha ou cordão) com a ajuda de um pregador. A finalidade era vendê-los ou lê-los e rependurá-los.

Os textos são fabricados praticamente de forma manual pelo próprio autor. Os folhetos têm geralmente 8 páginas, mas podem ter mais, variando entre 8 e 32. As páginas medem, geralmente 11x16cm e são comercializadas pelos próprios autores em feira, pendurados em cordéis. Devido ao baixo custo dos exemplares, poucas editoras se interessam por essa forma de poesia tão especial, infelizmente.

A ilustração dos livretos é feita por uma forma de impressão chamada xilogravura. Essa técnica foi inventada no século VI, provavelmente pelo chineses, foi trazida na Idade Média à Europa e de lá veio parar no Brasil, trazida pelos portugueses, claro.

A xilogravura é um processo muito parecido com um carimbo. Entalha-se um desenho na madeira com um instrumento cortante. Depois é só utilizá-la como matriz e reproduzir a imagem gravada quantas vezes quiser. Normalmente, a impressão é feita com tinta preta.

Foi no nordeste do Brasil que essa forma de literatura se popularizou rapidamente, recebendo características próprias a partir da metade do século XIX.

Quando estiver viajando por cidades turísticas no nordeste brasileiro, não deixe de visitar uma exposição de Cordéis. É muito divertido! Mas você também pode  encontrar os livrinhos por toda parte, até na praia tem vendedores de Cordéis impressos e em áudios. Certamente podemos encontrar Cordéis em bibliotecas por todo o Brasil ou coleções deles em bibliotecas digitais gratuitamente. É só acessar a internet, digitar, por exemplo, o site da Biblioteca Átila Almeida  e pronto. O mundo dos cordéis se abre para nós. Procure por áudios num procuradorde sua preferência e encontre vídeos diversos no Youtube.

Aproveite agora para assistir os vídeos que selecionamos e consulte os sites abaixo para uma pesquisa. Divirta-se!

O que é Literatura de Cordel – YouTube (2:52)

Veja um cordel e como são feitas as xilogravuras dos folhetos de cordel … (7:41)

Literatura de Cordel – Globo rural (44:42)

Cordel „A chegada de Lampião no inferno“ (5:45)

Cordel „O nascimento de Jesus, O Natal“ (6:18)

Cordel „A ávore do dinheiro“ (5:55)

Portas Abertas Brasil Uma Historia Contada em Cordel (8:09)

Cordel “ A moça que dançou depois de morta“ (11:09)

O que é a Literatura de Cordel? – Aula com César Obeid (6:52)

Lendo um Cordel

UM CORDEL SOBRE LEITURA – Autor: César Obeid

cordel de César Obeid

cordel de César Obeid

Fonte: prefeitura.sp.gov.br

O LADRÃO E O POLÍTICO – Autor: José Augusto – Esses são de doer.

O LADRÃO E O POLÍTICO
Eu cresci numa família
Que dizia todo dia:
– Pode andar remendado,
Contudo nunca podia
Andar sujo pelos cantos
Essa era a filosofia.

Dica legal: Como fazer Xilogravura

Aproveite a oportunidade para praticar a Arte da Xilogravura! Pode ser sozinha(o), com amigos os alunos. Veja as várias possibilidades para fazê-lo nos vídeos selecioados abaixo:

Forma original (e sofisticada) de fazer Xilogravura

Xilogravura: como fazer? (8:42)

Este vídeo didático é dedicado às pessoas que queiram saber como é feita uma xilogravura. As etapas são explicadas para que iniciantes possam realizar uma xilo. Alguém com mais experiência poderá desenhar (com lápis ou nanquim) diretamente sobre a matriz de madeira. Neste caso, é dispensável o papel vegetal (pois já se terá em mente a inversão da imagem a ser gravada) e o papel carbono. As etapas de lixar e passar goma laca duas vezes são aconselháveis para compensados de madeira que tenham os veios e reentrâncias muito evidentes.

Xilogravura: Arte com Isopor & Guache – Forma simples e rápida!

Aula de Artes numa Escola Pública em São Paulo (1:15)

Como fazer Xilogravura com bandejinhas de isopor do supermercado

Aula de Arte: Xilogravura simples com isopor e Guache (4:15)

Fontes & Dicas de leitura

.